Câmara promove evento sobre a 13ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública - CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação
     
     
 

Câmara promove evento sobre a 13ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

Publicado em Quarta, 25 Abril 2012 16:11

Hoje (25) pela manhã a Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados e a Frente Parlamentar em Defesa do Piso dos Professores realizaram uma apresentação da 13ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, promovida pela CNTE e seus filiados. O evento contou com a presença de membros da diretoria da Confederação, da diretoria do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE) e da deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN). Os membros da CNTE aproveitaram a ocasião para apresentar aos deputados da Comissão a campanha da Confederação em defesa do investimento de 10% do PIB no Plano Nacional de Educação (PNE). Os parlamentares receberam as camisetas da mobilização, com a frase "10%: Investiu é gol!".

Em seu pronunciamento, o presidente CNTE fez questão de frisar a resistência de estados e municípios em aplicar a lei do piso do magistério, mesmo que a legislação tenha sido aprovada por unanimidade no Congresso e reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). "Em razão de os entes federados não terem feito o 'dever de casa', passou-se à fase do debate sobre a capacidade financeira das administrações em pagar o piso na carreira profissional do magistério. Por isso a CNTE sairá a campo para recolher informações fiscais das administrações públicas que dizem não ter condições de pagar o piso, mas que também não conseguem provar ao MEC a dita incapacidade financeira que levaria o Ministério a complementar os valores", afirmou.

Segundo Roberto Leão, é estranho o fato de municípios tidos como "pobres" – como alguns de Alagoas – conseguirem pagar o piso em uma estrutura de carreira que atende aos anseios da categoria, e outros ditos "ricos" alegarem falta de recursos, sem provar que aplicam corretamente os recursos da educação ou que mantêm quadro de pessoal compatível com o número de matrículas, dentre outras exigências da Lei do Piso. Ele salientou também que 57% dos municípios brasileiros não contam com planos de carreira para o magistério e 11 estados não dispõem de planos para os funcionários (no caso dos municípios essa omissão é de quase 100%).

Reajuste do piso

Durante o evento também se falou sobre o projeto de lei nº 3.776/08, que altera o critério de reajuste do piso nacional dos professores, que passaria a ser atualizado apenas com base no INPC. "A redação aprovada pela Comissão de Finanças e Tributação dessa Casa aniquila qualquer tentativa de valorização do magistério ao longo do tempo, em especial à luz da meta 17 do PNE", afirmou Roberto Leão.

A deputada federal Fátima Bezera (PT-RN), que coordena a Frente Parlamentar em Defesa do Piso, afirmou que os parlamentares não vão permitir que tal matéria seja aprovada. "Eu quero mais uma vez reafirmar: estamos totalmente irmanados com a CNTE nesta luta. Nós não aceitaremos nenhum caminho, nenhuma alternativa que signifique retrocesso na lei do piso nacional do magistério. Muito pelo contrário. Nós temos que defender um mecanismo de atualização que por um lado garanta a inflação, mas de outro garanta ganho real", afirmou.

10% para a Educação

A camisa entregue pelos dirigentes da CNTE aos deputados pede celeridade na votação do Plano Nacional de Educação, através da frase "PNE Já". O presidente da Confederação reiterou essa mensagem, criticando o fato do país estar há mais de um ano sem um PNE. No entanto, ponderou que o novo plano precisa prever o investimento de 10%, pois segundo ele o investimento em educação é a política mais apta para acelerar a inclusão social e o combate às desigualdades. "Nós queremos que esse já não signifique uma coisa votada que não guarde relação com as reivindicações da sociedade brasileira. Nós queremos que o PNE contenha efetivamente as nossas reivindicações. Por exemplo, 10% do PIB brasileiro investido na escola pública. Consta do plano de governo da presidenta Dilma que até 2014 seriam investidos 7%. Portanto, o que nós estamos querendo é que até 2020 seja investido 10%. Ou seja, precisa investir 3% até 2020". Segundo Leão, esta é uma reivindicação da sociedade feita desde a década de 90%, e o Brasil tem uma economia saudável que pode sustentar o investimento.

Sobre o atraso na votação do PNE, o deputado Izalci Lucas (PR-DF) criticou a postura do Governo Federal em relação ao projeto. "Essa questão dos 10% do PIB, o que estamos assistindo aqui é um teatro muito grande. Na prática, o governo é que impediu até agora a votação do plano. Eu inclusive estou coletando assinaturas – já coletei 251 – para levar a questão dos 10% para o plenário. Porque eu tenho certeza que dá para avançar muito. Eu acho que esse é o grande medo do governo. Se levarmos ao plenário eu tenho certeza absoluta de que nós vamos aprovar os 10%. O governo tem essa consciência e por isso está dificultando o processo", afirmou o parlamentar. Segundo ele, o país tem condições de bancar os 10%, mas falta vontade política.

Dossiê

Os membros do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), que promoveram o lançamento da 13ª Semana junto à CNTE no último dia 21, em Tiradentes, aproveitaram o evento na Câmara para entregar aos deputados um dossiê da educação mineira. "Minas não paga o piso nacional, os professores não tem um terço da jornada dedicado a estudo e planejamento, a carreira dos profissionais da educação está congelada até dezembro de 2015. Enquanto o país inteiro teve 22% de reajuste no piso, Minas Gerais só teve 5% de reajuste previsto em lei estadual e inúmeros problemas relacionados à qualidade da Educação. Então hoje, nós vamos entregar aos parlamentares e a todo o público que estiver na Câmara dos Deputados um dossiê denunciando as condições que as escolas públicas estaduais vivenciam.

Sobre a Semana

A 13ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública acontece de 21 a 27 de abril. Nesse período serão realizadas atividades em todo o país, nas escolas, assembleias legislativas e outros espaços públicos, para discutir o cumprimento da Lei Nacional do Piso, o Plano de Carreira da categoria e investimento de 10% do PIB para Educação no PNE (Plano Nacional de Educação). (CNTE, 24/04/12)

 
 
  07/08/2018
Boletim CNTE 818
Essa é a semana do 10 de agosto: Dia Nacional do Basta!
INFORMATIVO CNTE 818  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária
 
 

Programa 603: CNTE debate Reforma Tributária Solidária

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Depois de 24 dias de greve, iniciada após a Prefeitura de Vitória da Conquista encerrar o diálogo e as negociações da Campanha Salarial 2018, deixando claro sua ausência completa de habilidade para negociar, os...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (SINTE-PI) foi informado na manhã desta quarta-feira (15) que o governador Wellington Dias recorreu do despacho da decisão Judicial do desembargador Dr. Joaquim...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) realizará em três dias análises sobre os impactos que as políticas educacionais vem trazendo para a Educação Pública nas...
Ansiedade, estresse, dores de cabeça e insônia estão entre os principais problemas que afetam educadores, segundo estudo realizado pela NOVA ESCOLA. Experimente perguntar a um professor como anda a sua saúde –...
“Decisão judicial não se discute, se cumpre!” Com esse objetivo, o Sinteal realizou, na manhã desta quinta-feira (16), uma grande assembleia de greve da rede municipal de Maceió para discutir formas de organizar...
Com o objetivo de pressionar o Governo Municipal e acompanhar na Câmara Municipal de Goiânia na votação da Reforma do Instituto de Previdência do Servidor Municipal (IPSM), PLC 31/2018, que está agendada para...
Após assembleia na manhã dessa segunda-feira, 13 de agosto, a categoria, em votação, deliberou pela suspensão da greve dos profissionais da educação da rede municipal de ensino de Vitória da...
Foto: Luiz Damasceno/CPERS O Movimento Unificado dos Servidores e o Fórum de Servidores Públicos Estaduais preparam, em conjunto, um debate com os candidatos a governador do Rio Grande do Sul. A intenção é sabatinar...
Basta! Essa foi a palavra de ordem do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) durante ato público, sexta-feira (10), na Praça Ipiranga, em Cuiabá. Integrada à mobilização...
Em assembleia unificada, realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (SINTEGO) e as entidades representativas dos servidores municipais, na terça-feira (7/8), foi definido, entre os trabalhadores de todas...
A Diretoria do Sintero esteve, na terça-feira (07/08), em audiência com o secretário Municipal de Educação de Porto Velho, César Licório, para tratar da pauta de reivindicações dos...
“Lutamos pela garantia do respeito e da valorização dos profissionais da Educação pública, não vamos nos calar diante da redução de direitos”, disse o presidente do Sintet, José...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.