Ato no MEC marca segundo dia de Seminário

Publicado em Sexta, 03 Junho 2016 19:33

DSC 0318 1

Duas mesas de debates abriram esta sexta-feira (3) e segundo dia do Seminário de Combate ao Racismo da CNTE, que acontece em Brasília.

Os temas discutidos foram “Já falei 10.639 vezes que racismo é crime. E aí, fazemos o que?” e “Formação e recursos didáticos para atuar em educação para relações etnicorraciais: ressignificando valores eurocêntricos.

"É muito importante estarmos reunidas hoje nesse Seminário, para discutirmos a educação e as relações etnicorraciais, pois o racismo é um fenômeno camaleônico que tem a capacidade de mudar e se ajustar aos novos tempos para se manter e perdurar, afirmou a Doutora em Antropologia e debatedora, Zélia Amador de Deus.

De acordo com a pós-doutora em Ciências Humanas e palestrante, Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva, "as mulheres negras continuam em marcha pelo direto à vida, pelo direito à humanidade, pelo direito a ter direitos e pelo reconhecimento e valorização das diferenças", ressaltou.

As mesas de debates foram encerradas e os participantes seguiram para o Ministério da Educação, para uma grande manifestação antirracismo e em favor da Educação.

"Saímos dos debates, que foram muito proveitosos, e fomos para a atuação. “Nos deslocamos para o Ministério da Educação para dizer ao responsável hoje pela pasta que nós não aceitaremos nenhum retrocesso das vitórias já conquistadas pelo movimento negro", enfatizou a Secretária de Combate ao Racismo da CNTE, Iêda Leal.

No período da tarde, quatro grupos de trabalho, simultâneos, também foram montados para debater diferentes temas como, “Mulheres negras e a educação escolar brasileira: em busca do bem viver”; “Recursos Didáticos – construindo uma educação antirracista no ambiente escolar”; “Por um currículo que descoloniza a educação escolar brasileira” e “Educação escolar e estratégias de enfrentamento ao genocídio da juventude negra.

De acordo com Clarice Pereira do APLB Sindicato, da Bahia, várias sugestões surgiram a partir dos debates, entre elas, “de se criar um curso, virtual ou presencial do idioma Yorùbá, promover a formação continuada para os educadores e cobrar dos órgãos estaduais e municipais para se tirar a Lei nº 10.639 da gaveta”, ressaltou.

“Avaliamos que o ambiente escolar não se limita à sala de aula, portanto é necessário que tenhamos materiais em todos os ambientes, pois todos os espaços são educativos, avaliou Celso José dos Santos, do APP/PR.

“Discutimos no grupo de trabalho, como os professores, a partir da CNTE, podem contribuir no cotidiano escolar, para um currículo descolonizado, mas que também é necessário descolonizar o pensamento das pessoas”, enfatizou Anatalina Lourenço do APEOSPE/SP.

No fim do dia, os participantes puderam assistir à apresentações musicais, de danças e literaturas organizadas pelos estados.

Confira mais fotos da CNTE no Facebook.

 
 
  15/01/2018
Boletim CNTE 809
As ações de resistência para defender a democracia: a pauta em 2018 é ampliar a luta!!
INFORMATIVO CNTE 809  
 
 
INSTITUCIONAL CNTE | Resistência e Convocação para a Conape 2018 (01/12/2017)
 
 

Programa 597: CNTE faz balanço das lutas de 2017

 
 

Nota Pública: Paulo Freire continua sendo o patrono da educação brasileira

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Trabalhadores e trabalhadoras da rede municipal de Educação de Sinop denunciam que a atual gestão se nega a cumprir o Plano Municipal de Educação (PME), enquanto deixa os recursos da Educação parados na...
O Coletivo de Mulheres do Sinte-PI esteve reunido na manhã desta quinta-feira (18) na sede do sindicato para tratar de pautas importante e urgentes para o segmento. Estiveram presentes representantes dos Núcleos Regionais de Água...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) cobrou da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) a posse dos aprovados no concurso público de 2017. Na reunião, foi informado que o...
Sinteal e trabalhadoras/es em educação da rede pública municipal de Maceió, em assembleia realizada na tarde desta 3ª feira (16/01), na sede do sindicato, no bairro do Mutange, deram início às lutas da...
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), subsede de Ipatinga, protocolou na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, denúncia sobre a situação envolvendo os...
Pela primeira vez na história de atuação do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Paranatinga (373 km de Cuiabá), o Sindicato foi convidado para reunião com o chefe do...
O Sinteal conquistou, na justiça, uma vitória na defesa da Gestão Democrática das escolas públicas estaduais de Alagoas. Em decisão do dia 13 de janeiro, o juiz Ayrton de Luna Tenório concedeu liminar...
 As inscriçõess para o Fórum Social Mundial 2018 (FSM 2018) já estão abertas no site www.fsm2018.org. Os interessados podem se inscrever nas modalidades: Participante, Comitê e Grupo de Trabalho, Entidade,...
Foto:Ricardo Stuckert/Instituto Lula Antes do Governo do Lula, os(as) Funcionários(as) da Educação não tinham direito à política de formação continuada e nem eram reconhecidos(as) como...
Diante de resultados de inúmeras pesquisas sobre a educação brasileira, desde as inquietantes reflexões de Anísio Teixeira e Paulo Freire às últimas pesquisas da OCDE - Organização para a...
Os trabalhadores e trabalhadoras em educação, reunidos em assembleia geral na última quarta-feira (10), discutiram sobre a Campanha Salarial 2018, com base no índice de reajuste de 6,81% do Piso Nacional do Magistério...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) faz o alerta de mais uma prática do governo Taques para promover o desmonte da escola pública, de gestão pública, gratuita, laica e de...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.