31 de março: dia de grandes mobilizações em todo o país

Publicado em Sexta, 31 Março 2017 11:29

mob salvador1

Hoje, sexta-feira (31), foi dia de grandes mobilizações em diversos estados e municípios do Brasil. Trabalhadores de várias categorias ocuparam ruas e estradas com cartazes e pedidos contra as reformas da Previdência e Trabalhista e contra o projeto de terceirização, aprovado na Câmara dos Deputados.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, participou de atividades em Salvador (BA) contra os desmontes do governo de Michel Temer. “As manifestações mostram a determinação da classe trabalhadora para enfrentar as medidas malditas do governo de Temer. Este é o ritmo que devemos manter: pressão sobre os parlamentares, muitos debates, panfletagens, ocupações e colocar o povo nas ruas. Só assim derrotaremos os golpistas e suas medidas arbitrárias sobre terceirização, Previdência e sobre os direitos trabalhistas. Sigamos firmes na luta”, afirmou Heleno.

Veja o que ocorreu nos estados:

Acre
Sindicalistas de diversas categorias fizeram manifestação em frente ao Palácio Rio Branco, no centro da capital.

Alagoas
Durante a manhã, um grande ato público em Maceió reuniu trabalhadores de todas as categorias, ligados a centrais sindicais, movimentos sociais, juventude e justiça do Trabalho. O Sinteal mobilizou sua base, trouxe caravanas de várias regiões do Estado e convocou trabalhadores da capital. A concentração foi na Praça Deodoro, com uma multidão com discursos de luta, faixas, bandeiras, cartazes, adesivos e manifestações culturais. Rodoviários paralisaram as atividades, e ônibus deixaram de circular durante a manhã. Com a cidade parada, a caminhada seguiu pelas ruas do centro da cidade até o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Avenida Assis Chateaubriand.

No órgão judiciário, o ato se uniu ao protesto organizado pelo próprio TRT em defesa da Justiça do Trabalho. Com a avenida fechada por algum tempo, o ato político seguiu com discursos de representantes da Justiça do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho e de movimentos sociais. Ao fim do ato, os manifestantes deram-se os braços e fizeram um abraço simbólico ao TRT, representando a unificação dos movimentos na defesa da Justiça do Trabalho.

Bahia
Um grupo de pessoas fechou a Avenida ACM, sentido Avenida Paralela, em Salvador, durante um período da manhã. Mais tarde, houve caminhada de protesto entre o Campo da Pólvora e o Barbalho. Também houve manifestação nas ruas e em frente à prefeitura de Feira de Santana.

Ceará
O Sindicato APEOC realizou ato unificado contra as reformas Trabalhista e Previdenciária na Praça da Bandeira, no centro de Fortaleza. Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, a manifestação prepara o país para a Greve Geral, em abril.

Distrito Federal
A categoria docente em greve participou do Dia Nacional de Mobilizações e Lutas, chamado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Panfletagem foi realizada, de manhã, em 16 cidades do DF e do Entorno e, à tarde, na Rodoviária do Plano Piloto para esclarecer a sociedade sobre o golpe em andamento.

Espírito Santo
Um grupo de trabalhadores de diversas categorias protestou durante a manhã em frente à sede da Petrobras, em Vitória. Depois, o grupo saiu em caminhada pela Reta da Penha, no sentido Centro, e bloqueou duas faixas da avenida. Também houve ato em frente à Rede Gazeta, bairro Bento Ferreira, contra a reforma da Previdência, em defesa dos direitos trabalhistas e contra a terceirização e em memória e repúdio aos 53 anos do golpe de 1964.

Goiás
Entidades sindicais e diversas categorias de trabalhadores protestaram diante da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em Goiânia. Mais tarde, os manifestantes saíram em caminhada até o coreto da Praça Cívica, no Centro, e encontraram integrantes de outras entidades sindicais.

Maranhão
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) organizou diversas panfletagens na capital para explicar à sociedade os prejuízos das reformas do governo Michel Temer. A principal atividade ocorreu na Praça Deodoro, no Centro, onde os sindicalistas entregaram panfletos e conversaram com os trabalhadores sobre o que está em jogo no Congresso Nacional. Também houve panfletagens na Praça Nauro Machado, no Centro Histórico, e nos terminais de integração da Praia Grande, Cohab e Cohama, quatro grandes pontos de movimentação de São Luís.

Mato Grosso
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) mobilizou trabalhadores na Praça Ipiranga, em Cuiabá. O presidente do Sintep/MT, Henrique Lopes do Nascimento, destaca que o conjunto de medidas postas pelo governo federal – Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista, Reforma do Ensino Médio e a lei da Terceirização – é extremamente prejudicial à classe trabalhadora. “É hora de mostrarmos a nossa indignação. Temos que nos mobilizar para fazer o enfrentamento aos ataques que estamos sofrendo”, disse. Os atos se realizaram de forma coletiva com demais sindicatos e centrais sindicais no Estado e no país.

Mato Grosso do Sul e Paraná
Movimentos sindicais, sociais e centrais, que compõem o Comitê Estadual Contra a Reforma da Previdência, trancaram as principais rodovias do Mato Grosso do Sul desde as 7h30. A ação teve auxílio de trabalhadores em educação e sindicalistas dos estados do Paraná e do Mato Grosso. O movimento fez parte de um dia de mobilização nacional tirado pelas centrais sindicais brasileiras em preparação à Greve Geral, em 28 de abril. De acordo com o presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Magno Botareli Cesar, a ideia é deixar claro para o país todo que ou param os retrocessos ou a classe trabalhadora vai parar o Brasil. Os movimentos de luta pela terra também fizeram parte das ações em todo o Estado. Também houve protesto em Dourados. Professores e funcionários de universidades saíram em passeata.

Minas Gerais
A CUT/MG promove o Congresso Extraordinário Estadual em Belo Horizonte nesta sexta-feira (31) e neste sábado (1º de abril). A data foi escolhida por rememorar o golpe de estado de 1964 e também para protestar contra o golpe de estado sofrido no país em 2016. O Congresso tem como tema Resistência e luta e seus objetivos são debater a conjuntura, definir o plano de lutas e mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras contra as reformas da previdência, trabalhista, terceirização e privatização dos serviços públicos.

Em Belo Horizonte, também houve protesto Praça da Estação. Integrantes de movimentos sociais interditaram duas rodovias que dão acesso à Uberlândia (MG). Professores e trabalhadores rurais de Francisco Sá (MG) fizeram caminhada pela BR-251. Em Montes Claros, professores protestaram na Superintendência Regional de Ensino. Também houve atos em Três Pontas e outras cidades do Sul de Minas.

Pará
Trabalhadores de várias categorias protestaram em Belém, Marabá, Altamira e Santarém. Em Belém, os manifestantes se concentraram em vários pontos: em frente ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), ao Tribunal Regional do Trabalho, à Secretaria de Estado de Administração (Sead) e na Praça Floriano Peixoto, no mercado de São Brás.

Paraíba
Contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, a CUT, o SINTEP-PB e demais centrais sindicais organizaram atos como paralisações de categorias, manifestações, trancamento de avenidas e rodovias. Em assembleia, ficou deflagrada a paralisação da educação estadual. Em João Pessoa, houve concentração no Lyceu Paraibano, em Cuité, mobilizações em Nova Palmeira e em Cuité, com Ato na Praça Central e, em Mamanguape, atividade em conjunto com o Município de Jacaraú. Também houve atividades na Câmara de Vereadores de Jacaraú com tribuna livre para os dirigentes da manifestação com a presença da diretoria e da Assessoria Jurídica do SINTEP-PB.

Pernambuco
No Recife, o Sintepe realizou, de manhã, Plenária dos Administrativos. À tarde, a atividade ocorreu na Praça da Independência (Praça do Diário), onde os sindicatos da educação fizeram uma Plenária Unificada da Educação com cartazes com frases contra a reforma da Previdência e o presidente Michel Temer. Há também faixas com fotos de deputados do estado que votaram a favor da terceirização.

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) interditaram os dois sentidos da BR-101, no trecho próximo ao Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), na Zona Oeste do Recife. Também houve protesto em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, contra a reforma da Previdência.

Piauí
Em Teresina, trabalhadores protestaram em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho, no Centro da capital. Servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT) anunciaram a paralisação das atividades em prol do movimento.

Rio Grande do Norte
O SINTE organizou uma concentração dos trabalhadores no Midway, na Avenida Senador Salgado Filho. Depois, os manifestantes caminharam até a FIERN. Além de pautar a Reforma da Previdência, o ato debate a terceirização e os demais ataques do governo Temer. A atividade faz parte do Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência e a retirada de direitos. A CUT Brasil, outras centrais sindicais do país e sindicatos do RN estiveram na organização.

Santa Catarina
Joinville e Jaraguá do Sul, no Norte do estado, tiveram protestos durante a manhã.

Sergipe
Manifestantes se reuniram na Praça General Valadão, no Centro de Aracaju, onde protestaram contra a reforma da Previdência e em defesa dos direitos sociais e trabalhistas e para lembrar o golpe de 64, que completa 53 anos.

São Paulo
Na região metropolitana de São Paulo, houve ao menos três protestos. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) atearam fogo a pneus e bloquearam trecho da Avenida Oscar Niemeyer, perto do Rodoanel em Mauá, na Grande São Paulo. Também houve bloqueio na Estrada do M'Boi Mirim, Zona Sul de São Paulo e no km 247 da Rodovia Régis Bittencourt, na região de Taboão da Serra. No Centro de Campinas (SP), trabalhadores fizeram manifestação durante a manhã. Também foram registrados protestos em Sorocaba, Jundiaí, Agudos, Paraguaçu Paulista, Votuporanga, Itapetininga e Teodoro Sampaio.

 
 
  30/10/2017
Boletim CNTE 805
Intolerância patrocinada pelo Estado ameaça a sociedade. E é preciso combatê-la!
INFORMATIVO CNTE 805  
 
 
CNTE convoca trabalhadores a participarem de paralisação contra a retirada de direitos (09/11/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

Formação escolar cidadã, democrática e plural não pode reverberar ideologias reacionárias e fascistas

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, torna público o seu APOIO...
Depois de três dias intensos de debates, os participantes do IV Encontro do Movimento Pedagógico Latino-Americano aprovaram a Declaração de Belo Horizonte, que vai indicar o rumo das políticas das...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, vem a público REPUDIAR...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação convoca todos os trabalhadores a participarem, nesta sexta-feira (17/11), de um ato público em defesa da educação no centro de Belo Horizonte, na...
O que o mundo mais precisa a tradição africana ensina: ubuntu é o jeito de viver e conceber as relações humanas que pensa a comunidade em seu sentido mais pleno, como uma grande família. E é nesse...
Os diretores do Sinte-PI, João Correia (secretário de comunicação) e Joseneide Barbosa (secretária jurídica), foram até a Assembleia Legislativa (ALEPI) na última terça-feira (14/11),...
Essa foi a questão principal da última plenária geral do segundo dia do IV Encontro do Movimento Pedagógico Latino-Americano, que acontece no Centro de Convenções do Actuall Hotel, na região...
O Sind-UTE/MG, notificou, nesta quinta-feira (16/11/17) o Governador do Estado de Minas Gerais, Sr. Fernando da Mata Pimentel, em decorrência da prática do governo do Estado em relação aos consignados. Embora a...
Na última sexta-feira (10/11), diversas categorias da classe trabalhadora se reuniram em um movimento unificado, lutando pela revogação da Reforma Trabalhista e contra a Reforma da Previdência. O ‘Dia Nacional de...
Defensor da educação pública, gratuita e de qualidade, a APLB Sindicato Cruz das Almas está entre as representações que integram o comitê local do Plano de Ações Articuladas (PAR) e destaca...
Às vésperas do dia da Consciência Negra (20 de novembro), o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), por meio da regional Oeste (Baixada Cuiabana), realiza nos dias 17 e 18 de novembro o...
As organizações sindicais que participam do IV Encontro do Movimento Pedagógico Latino-Americano, no Centro de Convenções do Actuall Hotel, na região metropolitana de Belo Horizonte, tiveram um momento para...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.