31 de março: dia de grandes mobilizações em todo o país

Publicado em Sexta, 31 Março 2017 11:29

mob salvador1

Hoje, sexta-feira (31), foi dia de grandes mobilizações em diversos estados e municípios do Brasil. Trabalhadores de várias categorias ocuparam ruas e estradas com cartazes e pedidos contra as reformas da Previdência e Trabalhista e contra o projeto de terceirização, aprovado na Câmara dos Deputados.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, participou de atividades em Salvador (BA) contra os desmontes do governo de Michel Temer. “As manifestações mostram a determinação da classe trabalhadora para enfrentar as medidas malditas do governo de Temer. Este é o ritmo que devemos manter: pressão sobre os parlamentares, muitos debates, panfletagens, ocupações e colocar o povo nas ruas. Só assim derrotaremos os golpistas e suas medidas arbitrárias sobre terceirização, Previdência e sobre os direitos trabalhistas. Sigamos firmes na luta”, afirmou Heleno.

Veja o que ocorreu nos estados:

Acre
Sindicalistas de diversas categorias fizeram manifestação em frente ao Palácio Rio Branco, no centro da capital.

Alagoas
Durante a manhã, um grande ato público em Maceió reuniu trabalhadores de todas as categorias, ligados a centrais sindicais, movimentos sociais, juventude e justiça do Trabalho. O Sinteal mobilizou sua base, trouxe caravanas de várias regiões do Estado e convocou trabalhadores da capital. A concentração foi na Praça Deodoro, com uma multidão com discursos de luta, faixas, bandeiras, cartazes, adesivos e manifestações culturais. Rodoviários paralisaram as atividades, e ônibus deixaram de circular durante a manhã. Com a cidade parada, a caminhada seguiu pelas ruas do centro da cidade até o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Avenida Assis Chateaubriand.

No órgão judiciário, o ato se uniu ao protesto organizado pelo próprio TRT em defesa da Justiça do Trabalho. Com a avenida fechada por algum tempo, o ato político seguiu com discursos de representantes da Justiça do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho e de movimentos sociais. Ao fim do ato, os manifestantes deram-se os braços e fizeram um abraço simbólico ao TRT, representando a unificação dos movimentos na defesa da Justiça do Trabalho.

Bahia
Um grupo de pessoas fechou a Avenida ACM, sentido Avenida Paralela, em Salvador, durante um período da manhã. Mais tarde, houve caminhada de protesto entre o Campo da Pólvora e o Barbalho. Também houve manifestação nas ruas e em frente à prefeitura de Feira de Santana.

Ceará
O Sindicato APEOC realizou ato unificado contra as reformas Trabalhista e Previdenciária na Praça da Bandeira, no centro de Fortaleza. Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, a manifestação prepara o país para a Greve Geral, em abril.

Distrito Federal
A categoria docente em greve participou do Dia Nacional de Mobilizações e Lutas, chamado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Panfletagem foi realizada, de manhã, em 16 cidades do DF e do Entorno e, à tarde, na Rodoviária do Plano Piloto para esclarecer a sociedade sobre o golpe em andamento.

Espírito Santo
Um grupo de trabalhadores de diversas categorias protestou durante a manhã em frente à sede da Petrobras, em Vitória. Depois, o grupo saiu em caminhada pela Reta da Penha, no sentido Centro, e bloqueou duas faixas da avenida. Também houve ato em frente à Rede Gazeta, bairro Bento Ferreira, contra a reforma da Previdência, em defesa dos direitos trabalhistas e contra a terceirização e em memória e repúdio aos 53 anos do golpe de 1964.

Goiás
Entidades sindicais e diversas categorias de trabalhadores protestaram diante da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em Goiânia. Mais tarde, os manifestantes saíram em caminhada até o coreto da Praça Cívica, no Centro, e encontraram integrantes de outras entidades sindicais.

Maranhão
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) organizou diversas panfletagens na capital para explicar à sociedade os prejuízos das reformas do governo Michel Temer. A principal atividade ocorreu na Praça Deodoro, no Centro, onde os sindicalistas entregaram panfletos e conversaram com os trabalhadores sobre o que está em jogo no Congresso Nacional. Também houve panfletagens na Praça Nauro Machado, no Centro Histórico, e nos terminais de integração da Praia Grande, Cohab e Cohama, quatro grandes pontos de movimentação de São Luís.

Mato Grosso
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) mobilizou trabalhadores na Praça Ipiranga, em Cuiabá. O presidente do Sintep/MT, Henrique Lopes do Nascimento, destaca que o conjunto de medidas postas pelo governo federal – Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista, Reforma do Ensino Médio e a lei da Terceirização – é extremamente prejudicial à classe trabalhadora. “É hora de mostrarmos a nossa indignação. Temos que nos mobilizar para fazer o enfrentamento aos ataques que estamos sofrendo”, disse. Os atos se realizaram de forma coletiva com demais sindicatos e centrais sindicais no Estado e no país.

Mato Grosso do Sul e Paraná
Movimentos sindicais, sociais e centrais, que compõem o Comitê Estadual Contra a Reforma da Previdência, trancaram as principais rodovias do Mato Grosso do Sul desde as 7h30. A ação teve auxílio de trabalhadores em educação e sindicalistas dos estados do Paraná e do Mato Grosso. O movimento fez parte de um dia de mobilização nacional tirado pelas centrais sindicais brasileiras em preparação à Greve Geral, em 28 de abril. De acordo com o presidente da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Magno Botareli Cesar, a ideia é deixar claro para o país todo que ou param os retrocessos ou a classe trabalhadora vai parar o Brasil. Os movimentos de luta pela terra também fizeram parte das ações em todo o Estado. Também houve protesto em Dourados. Professores e funcionários de universidades saíram em passeata.

Minas Gerais
A CUT/MG promove o Congresso Extraordinário Estadual em Belo Horizonte nesta sexta-feira (31) e neste sábado (1º de abril). A data foi escolhida por rememorar o golpe de estado de 1964 e também para protestar contra o golpe de estado sofrido no país em 2016. O Congresso tem como tema Resistência e luta e seus objetivos são debater a conjuntura, definir o plano de lutas e mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras contra as reformas da previdência, trabalhista, terceirização e privatização dos serviços públicos.

Em Belo Horizonte, também houve protesto Praça da Estação. Integrantes de movimentos sociais interditaram duas rodovias que dão acesso à Uberlândia (MG). Professores e trabalhadores rurais de Francisco Sá (MG) fizeram caminhada pela BR-251. Em Montes Claros, professores protestaram na Superintendência Regional de Ensino. Também houve atos em Três Pontas e outras cidades do Sul de Minas.

Pará
Trabalhadores de várias categorias protestaram em Belém, Marabá, Altamira e Santarém. Em Belém, os manifestantes se concentraram em vários pontos: em frente ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), ao Tribunal Regional do Trabalho, à Secretaria de Estado de Administração (Sead) e na Praça Floriano Peixoto, no mercado de São Brás.

Paraíba
Contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, a CUT, o SINTEP-PB e demais centrais sindicais organizaram atos como paralisações de categorias, manifestações, trancamento de avenidas e rodovias. Em assembleia, ficou deflagrada a paralisação da educação estadual. Em João Pessoa, houve concentração no Lyceu Paraibano, em Cuité, mobilizações em Nova Palmeira e em Cuité, com Ato na Praça Central e, em Mamanguape, atividade em conjunto com o Município de Jacaraú. Também houve atividades na Câmara de Vereadores de Jacaraú com tribuna livre para os dirigentes da manifestação com a presença da diretoria e da Assessoria Jurídica do SINTEP-PB.

Pernambuco
No Recife, o Sintepe realizou, de manhã, Plenária dos Administrativos. À tarde, a atividade ocorreu na Praça da Independência (Praça do Diário), onde os sindicatos da educação fizeram uma Plenária Unificada da Educação com cartazes com frases contra a reforma da Previdência e o presidente Michel Temer. Há também faixas com fotos de deputados do estado que votaram a favor da terceirização.

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) interditaram os dois sentidos da BR-101, no trecho próximo ao Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), na Zona Oeste do Recife. Também houve protesto em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, contra a reforma da Previdência.

Piauí
Em Teresina, trabalhadores protestaram em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho, no Centro da capital. Servidores do Ministério Público do Trabalho (MPT) anunciaram a paralisação das atividades em prol do movimento.

Rio Grande do Norte
O SINTE organizou uma concentração dos trabalhadores no Midway, na Avenida Senador Salgado Filho. Depois, os manifestantes caminharam até a FIERN. Além de pautar a Reforma da Previdência, o ato debate a terceirização e os demais ataques do governo Temer. A atividade faz parte do Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência e a retirada de direitos. A CUT Brasil, outras centrais sindicais do país e sindicatos do RN estiveram na organização.

Santa Catarina
Joinville e Jaraguá do Sul, no Norte do estado, tiveram protestos durante a manhã.

Sergipe
Manifestantes se reuniram na Praça General Valadão, no Centro de Aracaju, onde protestaram contra a reforma da Previdência e em defesa dos direitos sociais e trabalhistas e para lembrar o golpe de 64, que completa 53 anos.

São Paulo
Na região metropolitana de São Paulo, houve ao menos três protestos. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) atearam fogo a pneus e bloquearam trecho da Avenida Oscar Niemeyer, perto do Rodoanel em Mauá, na Grande São Paulo. Também houve bloqueio na Estrada do M'Boi Mirim, Zona Sul de São Paulo e no km 247 da Rodovia Régis Bittencourt, na região de Taboão da Serra. No Centro de Campinas (SP), trabalhadores fizeram manifestação durante a manhã. Também foram registrados protestos em Sorocaba, Jundiaí, Agudos, Paraguaçu Paulista, Votuporanga, Itapetininga e Teodoro Sampaio.

 
 
  14/07/2017
Boletim CNTE 793
Nosso repúdio à antirreforma trabalhista aprovada esta semana
INFORMATIVO CNTE 793  
 
 
Presidente da CNTE questiona alterações no FNE durante audiência (06/07/2017)
 
 

Programa 591: CNTE se une a representações sindicais em ato contra a reforma trabalhista

 
 

Manifesto em defesa da Educação Pública e de seus trabalhadores

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
O SINTEP-PB realizou, nesta sexta-feira (21.07), uma Assembleia Geral para todos os Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba. O objetivo do encontro foi discutir a Gestão Pactuada do Governo do Estado e...
Representantes do Comitê e Escritório Regionais da Internacional da Educação para a América Latina (IEAL) realizaram reunião, na segunda quinzena de julho, com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores da...
O Sinteal conquistou mais uma vitória na luta por valorização profissional na educação pública. Em reunião realizada nesta quarta-feira (19/7), entre a direção do Sinteal, o prefeito de...
  A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores das escolas públicas brasileiras, torna público o seu pesar pelo...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores das escolas públicas brasileiras, vem a público REPUDIAR o ataque perpetrado contra a...
O Governo do Estado da Paraíba lançou um edital, por meio da Secretaria de Educação, para realização de processo seletivo objetivando a terceirização dos serviços nas escolas da rede...
A Frente Brasil Popular, integrada pela CUT, promove nesta quinta-feira (20), às 17h30, o ato “Não às reformas, Diretas Já e em solidariedade a Lula”, na Esquina Democrática, o tradicional palco de...
O Sinte-PI participou na manhã desta quinta-feira, 20 de julho, de mais um Dia Nacional de Luta contra os desmandos do governo ilegítimo de Michel Temer. Os movimentos unificados realizaram panfletagem na Praça Rio Branco,...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, entidade representativa de mais de 4 milhões de trabalhadores das escolas públicas brasileiras, vem a público REPUDIAR a atitude da maioria dos...
Cerca 200 trabalhadores Municipais da educação de Lauro de Freitas (região Metropolitana de Salvador) ocuparam nesta quarta-feira (19/7), a Secretaria Municipal da Educação (SEMED), para apresentar ao...
Cerca de 20 organizações ligadas ao Ensino e à sociedade civil no país se retiraram do Fórum Nacional de Educação (FNE) e, agora, preparam uma agenda de debates e mobilizações para dar...
Os trabalhadores em Educação do município de Salvador realizaram mais uma manifestação vitoriosa na manhã desta quarta-feira, 19, em frente à Secretaria Municipal da Educação (SMED). O ato,...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.