Punição na idade certa

Publicado em Terça, 14 Abril 2015 15:24

João Monlevade

A pressa e o assanhamento dos parlamentares que desejam reduzir a maioridade penal me motivam a fazer, com muita veemência e igual celeridade, quatro considerações:

  1. Dia primeiro de janeiro de 2016, espero que deputados e senadores estejam lembrados, entra em pleno vigor a Emenda Constitucional nº 59, de 2009, que estende a obrigatoriedade do ensino, ou seja, da matrícula nas escolas de educação básica, especificamente no ensino médio, aos adolescentes de 15, 16 e 17 anos. Lugar de brasileiros entre 15 e 17 anos é na escola, não no crime, muito menos na prisão.
  2. Dia 25 de junho próximo completa um ano a Lei nº 13.005, que fixou o Plano Nacional de Educação, PNE, e esgota o prazo de 26 Estados, o Distrito Federal e 5.564 Municípios terem aprovado seus Planos Decenais de Educação, nos marcos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). O PNE e a LDB coincidem numa meta fundamental: a implantação da jornada integral nas escolas. Principalmente no Ensino Médio, por meio de Cursos Integrais, Integrados e Concomitantes com a Educação Profissional. Mas há comentários de gente importante que negam a necessidade de Planos e que proclamam a inviabilidade da jornada integral por falta de verbas.
  3. Dia sim, outro também, lemos, ouvimos e vemos na mídia crimes e mais crimes de adultos - inclusive de corrupção - uns mais, outros menos transformados em armas políticas, que ficam solenemente impunes ou apodrecerem nos desvãos do Judiciário. Que pensar dos R$ 600 bilhões sonegados em 2014? Com menos de 20% deles todas as escolas públicas poderiam estar mantendo os adolescentes em idade certa oito horas por dia - o suficiente para reduzir drasticamente a criminalidade juvenil. Que pensar da receita total de R$ 500 milhões (atenção: milhões, não bilhões) do Imposto Territorial Rural em 2014, que resulta no recorde mundial de “leveza tributária”: média de UM REAL POR HECTARE/ANO? É ou não oficializar a expulsão dos alunos do campo?
  4. Tudo a estranhar, no PNE, a meta 05, que passa a considerar como idade certa para a alfabetização das crianças os oito anos de idade. Nessa toada, a brincadeira passou dos limites. Está-se oficializando a “defasagem idade-série”, com argumentos que só valem para os filhos dos outros. Porque a conversa entre os ricos é comemorar que seus meninos e meninas já leem e escrevem desde os cinco anos. Para quem se alfabetiza só aos oito anos está se dando a punição em idade certa: primeiro, a evasão escolar e depois o sistema prisional dos adultos, verdadeira universidade do crime. Lugar de adolescente é na escola de jornada integral, não na escola do crime!
 
 
 
  14/08/2017
Boletim CNTE 798
Golpe gera golpe
INFORMATIVO CNTE 798  
 
 
Audiência no Senado debate reforma da previdência (01/08/2017)
 
 

Programa 593: Lei de Responsabilidade Educacional é tema de audiência na Câmara dos Deputados

 
 

O fim do PNE é mais uma consequência do golpe

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Diretores do Sinte Estadual e dos Núcleos Regionais estão participando do curso de formação sindical da CUT-PI, no módulo de Organização e Representação Sindical de Base (ORSB), que...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Estado do Piauí – SINTE-PI, entidade que representa mais de 40 mil trabalhadores em educação no Estado do Piauí, vem a...
Na última quarta-feira (16), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Tocantins (SINTET) realizou assembleia com a rede municipal de educação para tratar de demandas da categoria, como: data-base,...
Nesta segunda-feira (21/8), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) divulgou análise sobre o PL 6.847/17, em tramitação na Câmara dos Deputados, que visa regulamentar o...
Diretores da APLB-Sindicato da capital e interior participam, nesta segunda-feira (21), do Seminário “Educação é da Nossa Conta”. O evento é promovido pelos Tribunais de Contas do Estado da Bahia...
Na manhã desta sexta-feira, 18, a Assembleia da Rede Municipal realizada pela Aplb Feira, discutiu as Eleições Diretas para Gestores Escolares que será realizada no dia 22 de setembro, onde as inscrições...
Em paralisação estadual realizada na última terça-feira (15/08), os trabalhadores (professores e funcionários) das escolas de tempo integral do Piauí realizaram uma reunião no Clube do Sinte-PI, que...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, e o presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, participaram do 1° Seminário de Educação da...
A subsede de Cuiabá, do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), convoca os profissionais das escolas, creches e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) para Assembleia Geral, nesta...
O substitutivo ao PL 7.420/2006, que trata da Lei de Responsabilidade Educacional (LRE), foi tema de debate na manhã desta quinta-feira (17), em audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). A CNTE esteve...
Estudantes da Educação Básica e Ensino Superior de Mato Grosso realizam, nesta quinta-feira (17), um ato na Praça Ipiranga com passeata pelas ruas do Centro. A manifestação faz parte da Jornada de Lutas de...
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil A perda de direitos trabalhistas deve aflorar um cenário já desfavorável aos professores; alguns estados mantêm 60% de seus docentes como temporários. Em 34 anos de...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.