Punição na idade certa

Publicado em Terça, 14 Abril 2015 15:24

João Monlevade

A pressa e o assanhamento dos parlamentares que desejam reduzir a maioridade penal me motivam a fazer, com muita veemência e igual celeridade, quatro considerações:

  1. Dia primeiro de janeiro de 2016, espero que deputados e senadores estejam lembrados, entra em pleno vigor a Emenda Constitucional nº 59, de 2009, que estende a obrigatoriedade do ensino, ou seja, da matrícula nas escolas de educação básica, especificamente no ensino médio, aos adolescentes de 15, 16 e 17 anos. Lugar de brasileiros entre 15 e 17 anos é na escola, não no crime, muito menos na prisão.
  2. Dia 25 de junho próximo completa um ano a Lei nº 13.005, que fixou o Plano Nacional de Educação, PNE, e esgota o prazo de 26 Estados, o Distrito Federal e 5.564 Municípios terem aprovado seus Planos Decenais de Educação, nos marcos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). O PNE e a LDB coincidem numa meta fundamental: a implantação da jornada integral nas escolas. Principalmente no Ensino Médio, por meio de Cursos Integrais, Integrados e Concomitantes com a Educação Profissional. Mas há comentários de gente importante que negam a necessidade de Planos e que proclamam a inviabilidade da jornada integral por falta de verbas.
  3. Dia sim, outro também, lemos, ouvimos e vemos na mídia crimes e mais crimes de adultos - inclusive de corrupção - uns mais, outros menos transformados em armas políticas, que ficam solenemente impunes ou apodrecerem nos desvãos do Judiciário. Que pensar dos R$ 600 bilhões sonegados em 2014? Com menos de 20% deles todas as escolas públicas poderiam estar mantendo os adolescentes em idade certa oito horas por dia - o suficiente para reduzir drasticamente a criminalidade juvenil. Que pensar da receita total de R$ 500 milhões (atenção: milhões, não bilhões) do Imposto Territorial Rural em 2014, que resulta no recorde mundial de “leveza tributária”: média de UM REAL POR HECTARE/ANO? É ou não oficializar a expulsão dos alunos do campo?
  4. Tudo a estranhar, no PNE, a meta 05, que passa a considerar como idade certa para a alfabetização das crianças os oito anos de idade. Nessa toada, a brincadeira passou dos limites. Está-se oficializando a “defasagem idade-série”, com argumentos que só valem para os filhos dos outros. Porque a conversa entre os ricos é comemorar que seus meninos e meninas já leem e escrevem desde os cinco anos. Para quem se alfabetiza só aos oito anos está se dando a punição em idade certa: primeiro, a evasão escolar e depois o sistema prisional dos adultos, verdadeira universidade do crime. Lugar de adolescente é na escola de jornada integral, não na escola do crime!
 
 
 
 
 
CNTE e entidades filiadas avaliam a Greve Geral e se preparam para mobilização no dia 31 de março (25/03/2017)
 
 

Programa 582: CNTE comemora adesão de 98% das entidades filiadas na Greve Geral

 
 

FMLN condena golpe de estado contra presidenta Dilma Rousseff no Brasil

 
  17/03/2017
Boletim CNTE 782
Os riscos impostos à Previdência e ao Trabalho no Brasil
INFORMATIVO CNTE 782  
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Após decisão do ministro Luis Roberto Barroso, no dia 21 de março, que suspendeu (por meio de liminar) a lei da Escola Livre, o Sinteal realizou, nesta segunda-feira (27), um café da manhã com alguns dos principais...
Os trabalhadores e as trabalhadoras em educação de Minas Gerais, em greve por tempo indeterminado, desde o dia 15 de março, realizam hoje (27/03) desde às 8 horas, ato público e diálogo com a...
Cerca de 250 pessoas se reuniram na manhã de sábado (25), no Largo do São Bento, em Sorocaba (SP) para protestar contra as reformas da previdência e as alterações na lei que aprova a terceirização de...
Cerca de 3.000 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar, participaram de um protesto na manhã deste sábado (25), na avenida Paulista, em São Paulo, contra as reformas propostas pelo governo do presidente Michel Temer...
A Assembleia da Rede Municipal e Estadual realizada na última sexta-feira (24), que contou com a presença dos trabalhadores em educação das redes, votou pela continuidade da greve dos trabalhadores em educação do...
Professores protestavam na manhã deste sábado (25) na região central de São Paulo, contra a proposta de reforma da Previdência, informou a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM). O ato foi encarrado no...
Os professores da rede municipal de ensino de São Vicente, no litoral de São Paulo, decidiram manter o estado de greve e formar uma comissão para avaliar as contas municipais, a fim de estudar a possibilidade de aumento salarial para...
A professora doutora Sandra Garcia, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), aponta os reflexos da Reforma do Ensino Médio para a Educação Pública brasileira durante Seminário Estadual do Sintep/MT e Audiência...
A greve foi suspensa nesta sexta-feira, mas a luta continua! A reforma da previdência deverá entrar na pauta para votação no plenário, na segunda quinzena de abril. Por isso, não é hora de relaxar, de...
A Assembleia da Rede Municipal e Estadual, realizada nesta sexta-feira, 24, contou com a presença maciça dos trabalhadores em educação das redes e votou pela continuidade da greve dos trabalhadores em educação...
A manifestação realizada no bairro do Itaigara encerrou em frente à casa do deputado Arthur Maia, relator da famigerada PEC 287, que trata da Reforma da Previdência. Veja aqui a matéria. (APLB/BA, 24/03/2017)
Nos dias 28 e 29 de março, o CPERS realiza o Encontro Estadual dos Aposentados, organizado pelos Departamento dos Aposentados e de Cultura. A iniciativa ocorre no auditório Itapema no Centro de Eventos do Plaza São Rafael (Av....
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.