Servidores preparam lobby pesado para barrar reforma da Previdência

Publicado em Terça, 12 Março 2019 10:45

banners cnte na midia 2

Fortemente atingidos pela proposta de reforma previdenciária enviada pelo governo ao Congresso, os servidores públicos preparam um lobby poderoso para defender a manutenção daquilo que o próprio ministro da Fazenda, Paulo Guedes, classificou de "privilégios". Além de fazer pressão diretamente nos parlamentares que vão votar o projeto, as categorias também elaboram um plano de ação com ramificações nas bases eleitorais dos deputados, com o objetivo de desestabilizar a base aliada do governo no Congresso Nacional.

As entidades que representam os servidores já estão procurando ministros, autoridades e lideranças no Congresso para tentar emplacar flexibilizações no texto.

O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), por exemplo, publicou em sua conta no Twitter uma lista de 22 entidades, sobretudo de sindicatos e associações que defendem os interesses dos servidores públicos, com quem se encontrou nos últimos dias.

As novas regras propostas pelo governo para os servidores públicos endurecem bastante o caminho para se chegar à aposentadoria. Para quem entrou no serviço público após 2003, as regras passam a ser as mesmas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Quem entrou antes disso manterá o direito a receber o último salário recebido na ativa (integralidade) e a ter os mesmos reajustes de quem está trabalhando (paridade) -mas, para isso, já terá de atingir a idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Além disso, as alíquotas pagas pelos servidores para a aposentadoria seguirão uma escala, a depender do salário. Começam em 7,5%, para quem ganha até um salário mínimo e podem chegar a 22%, para quem ganha mais de R$ 39 mil (o teto salarial do serviço público é R$ 39,2 mil, mas há servidores que extrapolam esse limite).

Os servidores querem evitar essas mudanças a todo custo. Alguns sindicatos estão mapeando a opinião de deputados sobre pontos específicos da proposta e planejam fazer cartazes com a foto dos parlamentares escancarando sua posição.

"Vamos fazer toda a pressão necessária. Estamos fazendo cartazes com fotos dos deputados, cada entidade filiada está preparando isso e colocando em outdoor, distribuindo nas repartições públicas, para que possa fazer pressão", diz o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo Filho.

As entidades também ameaçam ir à Justiça contra as alíquotas que aumentam conforme o salário, e classificam a medida de "confisco".

Segundo Mauro Silva, diretor técnico da Unafisco (que representa os auditores fiscais da Receita), a entidade possui estudos que mostram que a alíquota de 11% é suficiente para o pagamento das aposentadorias do funcionalismo.

(O Estado de S. Paulo, 11/03/2019)

 
 
  13/05/2019
Boletim CNTE 835
Rumo à greve geral da classe trabalhadora em 14 de junho!
INFORMATIVO CNTE 835  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 611 - Lançamento da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

 
 

Análise da CNTE sobre o Fundeb - PEC 65/2019

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) | A Agência Sindical segue debatendo a reforma da Previdência. Desta vez, entrevistamos Antônio Augusto de Queiroz, jornalista, assessor político e diretor...
Cerca de 5 mil manifestantes participaram da Greve Nacional da Educação em Divinópolis (MG), que envolveu muitos segmentos sociais, sindicalistas, todas as redes de ensino, e muitos estudantes e principalmente a Comunidade escolar.A...
O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió realizou assembleia geral com as categorias, na manhã desta sexta-feira (17), na Praça Dois Leões, em Jaraguá, oportunidade para as lideranças...
Dia 15 de maio foi um dia histórico, o Sinproesemma junto com trabalhadores em educação, centrais sindicais, estudantes e movimentos sociais saíram às ruas para protestar contra as medidas do governo Jair Bolsonaro e...
"Ninguém solta a mão de ninguém" é o tema da campanha da CNTE pelo Dia Nacional e Internacional de Luta Contra a LGBTfobia. A data comemorativa foi instituída quando a Organização das...
Aproximadamente cinco mil pessoas participaram das manifestações em frente a Assembleia Legislativa, em Palmas O Dia 15 de maio foi marcado por “aulas nas ruas”, milhares de trabalhadores e trabalhadoras em...
Entidades sindicais que defendem os trabalhadores da Educação, centrais sindicais, movimentos estudantis, movimentos sociais e trabalhadores foram às ruas nesta quarta-feira (15), defender o financiamento permanente...
A greve nacional da Educação, nesta quarta-feira (15.05), em Mato Grosso, mobilizou mais de sete mil pessoas na Capital e milhares por todo o estado. Atos Públicos, passeatas, carreatas, debates, mobilizados pelo Sindicatos dos...
Trabalhadores da educação e estudantes estiveram nas ruas nesta quarta-feira (15) em protesto às políticas do governo Bolsonaro, como o corte de recursos da educação e a reforma da Previdência. Em...
Dia 15 de maio foi um dia de mobilização em defesa da educação pública, contra os cortes de investimento na educação e contra a reforma da previdência. Pela manhã participamos de atividades de...
Liderados pelo Sindeducação, os professores da Rede Pública Municipal aderiram em massa à Greve Geral da Educação convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação...
Neste dia 15 de março, dia da Greve Nacional da Educação, o Sintero em parceria com a UNIR (Universidade Federal de Rondônia), IFRO (Instituto Federal de Rondônia) e outras categorias participaram de Ato Unificado em...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.