PR: Governo do Estado pretende demitir cerca de 38 mil educadores(as)

Publicado em Quarta, 21 Dezembro 2016 11:40

banner giro pelos estados

Desde novembro, a direção da APP-Sindicato cobra do governo Beto Richa (PSDB) uma resposta acerca dos contratos PSS. A reivindicação é de prorrogação dos contratos, visto que podem, segundo a lei, ser de dois anos.

Cerca de 38 mil professores(as) e funcionários(as) foram contratados(as) ao longo do ano de 2016 para atuar nas mais de duas mil escolas estaduais e conveniadas. A Lei 108/2005 permite que o contrato seja prorrogado por até dois anos, mas, não foi esta a decisão do executivo.

“É mais uma decisão equivocada deste comitê criado pelo governador e que só faz atacar os direitos dos servidores. Primeiro decidiu suspender o pagamento da nossa data-base, agora decide, por uma questão de economia, prejudicar a vida de milhares de trabalhadores. Não concordamos”, afirmou Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato. A decisão, segundo ele, também prejudica a organização das escolas, pois muitas têm boa parte do quadro de funcionários(as) preenchidos(as) por trabalhadores(as) temporários(as). Janeiro é mês de matrículas e organização das escolas e esse trabalho deverá fazer muita falta para o início do ano letivo.

Segundo a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Paraná (Seed/PR), os contratos de professores(as) e funcionários(as) devem ser encerrados em 31 de dezembro deste ano, com exceção de trabalhadores(as) que tenham garantias legais como licença médica e licença maternidade, por exemplo. Ainda segundo a Seed, as verbas rescisórias correspondentes ao salário proporcional do mês de fechamento do contrato, ao 13º salário proporcional, ao proporcional de férias referente aos meses trabalhados e 1/3 das férias proporcionais. O pagamento deve ocorrer na folha de janeiro de 2017, ou seja, ao final do mês.

A pauta histórica da APP-Sindicato continua sendo a realização do concurso público. “Os contratos PSS, além de precários, deveriam ser apenas para casos de substituição de licenças”, afirmou Hermes. Para o presidente do sindicato, há vagas suficientes para a realização de concurso público, que permite melhores condições de trabalho, salário e carreira, aprimorando a qualidade dos serviços públicos. Além disso, o sindicato continua na luta com pautas específicas para estes(as) trabalhadores(as):

Direitos trabalhistas aos contratados pelo regime PSS – garantir o salário dos(as) professores(as) pela maior habilitação, igualando ao previsto no Plano de Carreira do Magistério por graduação ou especialização. Alteração da Lei 108/2005.

Atendimento à saúde – garantir a inclusão de todos(as) PSS no atendimento à saúde do Estado com tratamento igual aos demais servidores(as) públicos(as).

Formação – garantir a participação dos(as) professores(as) e funcionários(as) PSS em todos os cursos de formação ofertados pelo Estado. Contagem de tempo de serviço PSS – lutamos para que o ingresso no Estado seja por concurso público e pela realização destes e, quando da efetivação no cargo, nossa luta é garantir a contagem de tempo de serviço PSS com o serviço prestado ao Estado para todos os efeitos legais (promoção, progressões, quinquênios, aposentadoria).

(APP-Sindicato, 21/12/2016)

 
 
 
 
Conselho Nacional de Entidades fortalece mobilização no próximo dia 30 (22/06/2017)
 
 

Programa 587: CNTE e várias entidades anunciam saída do Fórum Nacional de Educação

 
 

FMLN condena golpe de estado contra presidenta Dilma Rousseff no Brasil

 
  14/06/2017
Boletim CNTE 791
As parcerias público-privadas na educação: é preciso reagir à privatização da escola pública
INFORMATIVO CNTE 791  
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Diante das denúncias contra o Governador Raimundo Colombo, tanto com relação às contas aprovadas pelo TCE, mesmo com 18 ressalvas, quanto às acusações de recebimento de propina da JBS e Odebrecht,...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) ingressou nesta sexta-feira, 23, com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a Emenda Constitucional (EC)...
O deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Implementação do Plano Nacional de Educação (PNE) Pedro Uczai convida os trabalhadores em educação para participar do seminário...
Universalização do ensino fundamental de nove anos, com 95% dos alunos finalizando a etapa na idade recomendada, é um dos objetivos estabelecidos no PNE Apenas 6 dos 30 dispositivos do PNE (Plano Nacional de Educação)...
A Comissão Nacional de Avaliação das Licenciaturas de Educação do Campo sinaliza uma derrocada da manutenção dos cursos em todo país. Segundo avaliação da comissão, "hoje todos...
A mobilização e a resistência dos/as trabalhadores/as da Educação na rede municipal de Santo Antônio de Leverger pressionou a Prefeitura e uma nova proposta foi feita no final da manhã desta quinta-feira...
Praticamente todos os professores que atuavam na educação básica (incluindo os ensinos infantil, fundamental e médio) no Brasil em 2014 ganhavam, em média, menos de R$ 3.500, segundo dados inéditos divulgados...
Na quarta reunião do Conselho Nacional de Entidades (CNE) da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) deste ano, realizada em Brasília nesta quinta-feira (22), representantes das 50 entidades...
Após mais de três meses de salários atrasados, os/as profissionais da Educação da rede municipal de Santo Antônio de Leverger entram em greve a partir de sexta-feira (23). Na manhã de hoje (22), os/as...
Acesse as apresentações, livros, matérias e vídeos do Seminário Nacional Privatização e Mercantilização da Educação no Brasil, realizado nos dias 20 e 21 de junho em...
Muito embora a Secretaria de Estado da Educação (SEED) tenha divulgado por meio de seu site e através informe publicitário, que no ano de 2016 a matrícula da rede estadual de ensino tinha aumentado em...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) lançará nesta terça-feira (20) a Conferência Nacional Popular de Educação - Conape 2018. O lançamento integra a...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.