PR: Governo do Estado pretende demitir cerca de 38 mil educadores(as)

Publicado em Quarta, 21 Dezembro 2016 11:40

banner giro pelos estados

Desde novembro, a direção da APP-Sindicato cobra do governo Beto Richa (PSDB) uma resposta acerca dos contratos PSS. A reivindicação é de prorrogação dos contratos, visto que podem, segundo a lei, ser de dois anos.

Cerca de 38 mil professores(as) e funcionários(as) foram contratados(as) ao longo do ano de 2016 para atuar nas mais de duas mil escolas estaduais e conveniadas. A Lei 108/2005 permite que o contrato seja prorrogado por até dois anos, mas, não foi esta a decisão do executivo.

“É mais uma decisão equivocada deste comitê criado pelo governador e que só faz atacar os direitos dos servidores. Primeiro decidiu suspender o pagamento da nossa data-base, agora decide, por uma questão de economia, prejudicar a vida de milhares de trabalhadores. Não concordamos”, afirmou Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato. A decisão, segundo ele, também prejudica a organização das escolas, pois muitas têm boa parte do quadro de funcionários(as) preenchidos(as) por trabalhadores(as) temporários(as). Janeiro é mês de matrículas e organização das escolas e esse trabalho deverá fazer muita falta para o início do ano letivo.

Segundo a Secretaria Estadual de Educação do Estado do Paraná (Seed/PR), os contratos de professores(as) e funcionários(as) devem ser encerrados em 31 de dezembro deste ano, com exceção de trabalhadores(as) que tenham garantias legais como licença médica e licença maternidade, por exemplo. Ainda segundo a Seed, as verbas rescisórias correspondentes ao salário proporcional do mês de fechamento do contrato, ao 13º salário proporcional, ao proporcional de férias referente aos meses trabalhados e 1/3 das férias proporcionais. O pagamento deve ocorrer na folha de janeiro de 2017, ou seja, ao final do mês.

A pauta histórica da APP-Sindicato continua sendo a realização do concurso público. “Os contratos PSS, além de precários, deveriam ser apenas para casos de substituição de licenças”, afirmou Hermes. Para o presidente do sindicato, há vagas suficientes para a realização de concurso público, que permite melhores condições de trabalho, salário e carreira, aprimorando a qualidade dos serviços públicos. Além disso, o sindicato continua na luta com pautas específicas para estes(as) trabalhadores(as):

Direitos trabalhistas aos contratados pelo regime PSS – garantir o salário dos(as) professores(as) pela maior habilitação, igualando ao previsto no Plano de Carreira do Magistério por graduação ou especialização. Alteração da Lei 108/2005.

Atendimento à saúde – garantir a inclusão de todos(as) PSS no atendimento à saúde do Estado com tratamento igual aos demais servidores(as) públicos(as).

Formação – garantir a participação dos(as) professores(as) e funcionários(as) PSS em todos os cursos de formação ofertados pelo Estado. Contagem de tempo de serviço PSS – lutamos para que o ingresso no Estado seja por concurso público e pela realização destes e, quando da efetivação no cargo, nossa luta é garantir a contagem de tempo de serviço PSS com o serviço prestado ao Estado para todos os efeitos legais (promoção, progressões, quinquênios, aposentadoria).

(APP-Sindicato, 21/12/2016)

 
 
  14/08/2017
Boletim CNTE 797
Jornada de Lutas da Juventude Brasileira
INFORMATIVO CNTE 797  
 
 
Audiência no Senado debate reforma da previdência (01/08/2017)
 
 

Programa 593: Lei de Responsabilidade Educacional é tema de audiência na Câmara dos Deputados

 
 

O fim do PNE é mais uma consequência do golpe

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Na manhã desta sexta-feira, 18, a Assembleia da Rede Municipal realizada pela Aplb Feira, discutiu as Eleições Diretas para Gestores Escolares que será realizada no dia 22 de setembro, onde as inscrições...
Em paralisação estadual realizada na última terça-feira (15/08), os trabalhadores (professores e funcionários) das escolas de tempo integral do Piauí realizaram uma reunião no Clube do Sinte-PI, que...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, e o presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, participaram do 1° Seminário de Educação da...
A subsede de Cuiabá, do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), convoca os profissionais das escolas, creches e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) para Assembleia Geral, nesta...
Estudantes da Educação Básica e Ensino Superior de Mato Grosso realizam, nesta quinta-feira (17), um ato na Praça Ipiranga com passeata pelas ruas do Centro. A manifestação faz parte da Jornada de Lutas de...
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil A perda de direitos trabalhistas deve aflorar um cenário já desfavorável aos professores; alguns estados mantêm 60% de seus docentes como temporários. Em 34 anos de...
O dia 17 de agosto vai entrar para o calendário de luta dos trabalhadores de Salvador. Isto porque a data será celebrada pela APLB-Sindicato e o Sindseps como o Dia de Luta do Servidor Municipal, cuja concepção foi aprovada...
Nesta quinta-feira (17/08), o Sind-UTE/MG convoca os profissionais da educação para assembleia estadual, com paralisação total de atividades. Durante essa assembleia, estarão na pauta assuntos que tratam sobre o que...
O impasse entre a Prefeitura de Maceió sobre a campanha salarial da rede municipal de educação foi tema de uma audiência no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), na última segunda-feira (14/8). De um lado, o...
Entre os objetivos do Conape 2018, com participação confirmada de 18 estados, estão o monitoramento das metas para o setor e a análise das medidas do governo Temer contra o Plano Nacional de...
Trabalhadoras e trabalhadores da Educação que atuam nas sete escolas estaduais de período integral em Cuiabá e Várzea Grande realizam nesta quarta-feira (16), um dia de paralisação com ato na Secretaria...
Em assembleia realizada nesta segunda-feira (14/08), após ampla discussão, as/os servidoras/es da educação pública municipal de Delmiro Gouveia rejeitaram a proposta de reajuste de 4% (quatro por cento), dividida em...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.