SP: Profissionais de educação decidem: greve a partir de 15 de março

Publicado em Quinta, 09 Março 2017 09:49

sinpeem dia8

Convocados pelo SINPEEM, mais de 20 mil profissionais de educação participaram nesta quarta-feira, Dia Internacional da Mulher, de manifestação na Praça Oswaldo Cruz (Av. Paulista), contra a reforma da Previdência, do governo Temer; o Regime de Previdência Complementar (Sampaprev), do Executivo municipal; e em defesa dos direitos e reivindicações da categoria, que tem data-base em maio.

Após falarem sobre a importância do dia 8 de março para lembrar a luta da mulher, ao longo dos anos, por melhores condições de trabalho, direitos sociais, econômicos e políticos, e da necessidade de maior união agora, com a reforma da Previdência, que mexe em direitos pontuais das mulheres – como o aumento da idade para a aposentadoria –, as diretoras do SINPEEM, que conduziram a manifestação, iniciaram a assembleia geral da categoria.

GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO TERÁ INÍCIO EM 15 DE MARÇO

Em assembleia, os profissionais de educação decidiram que a categoria entrará em greve a partir do dia 15 de março, atendendo à convocação nacional da CNTE e da CUT.

Para construir um grande movimento, as diretoras do SINPEEM ressaltaram que todos que participaram da paralisação, manifestação e assembleia desta quarta-feira, devem discutir nas escolas com seus pares e com pais e alunos sobre a importância da união de todos na luta contra medidas que retiram direitos de todos os trabalhadores, indistintamente.

Também foi deliberado que no dia 15 será realizada manifestação e assembleia geral, no Viaduto do Chá, em frente à Prefeitura, às 15 horas, quando o SINPEEM entregará a pauta de reivindicações da campanha salarial de 2017, já aprovada em todas as instâncias do sindicato, ao governo Doria.

Além de lutar contra as reformas da Previdência, trabalhista e do ensino médio e contra o Sampaprev, a categoria reivindica a retirada da Câmara Municipal do PL 621/2016, que dispõe sobre o Sampaprev, reapresentado pelo ex-prefeito Haddad três dias antes de deixar o governo, além do atendimento a todas as reivindicações. Entre elas, fixação de novos valores de pisos para o Quadro dos Profissionais de Educação, fim da política de terceirização, reposição das perdas salariais, isonomia entre ativos e aposentados, restabelecimento da paridade para todos os aposentados, redução do número de alunos por sala/turma/agrupamento, fim da exigência do Cref pela SME e nenhuma punição aos professores de Educação Física, convocação de todos os aprovados em concurso, realização de concursos para docentes, gestores e Quadro de Apoio (veja a íntegra da pauta no Jornal do SINPEEM de fevereiro)

MANIFESTAÇÃO E ASSEMBLEIA GERAL EM 21 DE MARÇO

Com a categoria em greve a partir de 15 de março, foi deliberado pelos presentes que uma nova manifestação e assembleia ser'ao realizadas no dia 21 de março, para cobrar uma resposta do governo Doria e decidir os rumos do movimento.

O horário e o local serão definidos na assembleia de 15 de março.

PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO TOMAM A PAULISTA

Após a assembleia, os profissionais de educação convocados pelo SINPEEM tomaram a avenida Paulista em caminhada até o Masp, onde se juntaram a outras entidades municipais e estaduais, que também realizavam manifestação contra a reforma da Previdência.

A caminhada, com palavras de ordem contra a reforma da Previdência, contra o Sampaprev e por valorização salarial e profissional, seguiu até a Prefeitura, no Viaduto do Chá, onde o ato foi encerrado, lembrando que somente com a união de todos será possível barrar os ataques dos governos federal, estadual e municipal contra os direitos dos profissionais de educação, dos demais servidores e dos trabalhadores em geral.

Todos à luta. Nenhum direito a menos

Juntos somos mais fortes!

(SINPEEM, 09/03/2017)

 
 
  07/06/2019
Boletim CNTE 839
Greve Geral da Classe Trabalhadora deve mobilizar todos os nossos esforços nessa semana!
INFORMATIVO CNTE 839  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 613: Audiência na Câmara dos Deputados debate Fundeb permanente

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A professora hostilizada por alunos de uma escola pública na grande São Paulo, dia 30 de junho, não voltou para a sala de aula. Ela foi internada na última segunda-feira (3) com sintomas graves de estresse. A agressão...
  Mulheres levam mais tempo na carreira para chegar à direção de escolas públicas brasileiras e, quando o fazem, recebem menos, mostra levantamento da Folha a partir de dados da Prova Brasil 2017. A discrepância...
Foto: Reprodução O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) poderá ter um repasse maior, de...
Atendendo ao chamado de professores, o Sindeducação visitou a UEB Sá Valle, no Anil, e constatou situação de abandono vivida pela comunidade escolar, que agoniza em salas quentes e que alagam quando chove. Além...
Professores(as) e funcionários(as) de escola da rede pública estadual vão entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir do próximo dia 25. A adesão foi aprovada em assembleia estadual extraordinária da...
Em entrevista coletiva concedida na última quinta-feira (13/06), as diretorias do Sintero, do Sindsef e do Sindsaúde, o procurador do estado, Luciano Alves, esclareceram todos os aspectos da transposição dos servidores com a...
  Na última sexta-feira (14/06), os trabalhadores da Educação participaram da greve geral contra a reforma da Previdência e demais desmandos do des/governo Bolsonaro. As categorias profissionais dos trabalhadores...
Milhares de trabalhadores e trabalhadoras foram às ruas de Mato Grosso, na última sexta-feira (14/06), numa Greve Geral, que registrou a insatisfação da população contra a Reforma da Previdência. Atos e...
Na força e na voz dos/as trabalhadores/as (ativos/as, aposentados/as e desempregados/as) do campo e da cidade, dos/as estudantes, das donas-de-casa, enfim, do povo em geral, que saíram às ruas para defender seus direitos e garantir...
Cerca de cinco mil pessoas, entre profissionais da educação pública, estudantes, representantes das centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e culturais juntos com diversas outras categorias profissionais foram as ruas na...
O início da greve dos trabalhadores da rede estadual da educação do Piauí foi marcada pela greve geral da classe trabalhadora nesse dia 14 de junho. O movimento grevista foi deflagrado dia 23 de maio em assembleia da...
Nesta sexta-feira (14/6), no dia de Greve Geral dos trabalhadores/as brasileiros/as contra a reforma da Previdência e demais desmandos do des/governo Bolsonaro, as categorias profissionais dos trabalhadores municipais em Educação,...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.