PR: Greve é suspensa, mas a luta continua com intensas mobilizações

Publicado em Segunda, 20 Março 2017 13:12

A manhã de sábado (18), para a educação paranaense, começou com a Assembleia Estadual da APP-Sindicato, em Curitiba (PR). Participaram mais de dois mil educadores da rede pública do Paraná. Após a aprovação do edital de convocação, outros pontos foram anunciados sobre as demandas da APP, esclarecendo algumas dúvidas da categoria com informações atualizadas.

O Paraná disse não aos retrocessos impostos pelos governos Federal e Estadual, na última quarta-feira (15), durante o dia nacional de paralisação e início da greve geral da educação. O primeiro ponto, avaliação da greve, 15 pessoas trouxeram considerações sobre o movimento e depois foram feitas três defesas favoráveis e três contrárias à continuação da greve.

Na sequência, a maioria dos educadores presentes decidiu pela suspensão da greve, manutenção do estado de greve e Assembleia permanente, além da continuidade das mobilizações. A luta não termina e segue contra as imposições do governo do Paraná e das pautas em âmbito nacional que recaem na sociedade.

O presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, reconheceu e registrou o esforço dos trabalhadores na luta, durante o grande ato nas ruas de Curitiba e das cidades paranaenses. “É um período histórico no Brasil. A nossa categoria está reconhecida nacional e internacionalmente pela resistência. No Paraná, vamos continuar resistindo às imposições do governo do Estado, com o apoio da sociedade contra esse projeto autoritário que recai na comunidade escolar”.

Na Assembleia, ficou decidida que será mantida a Coordenação de Mobilização Estadual da APP para organizar as ações contundentes para o próximo período de luta, com calendário que ainda será definido.

Estudantes apoiam a luta dos educadores
Outro momento importante e que gera reflexões ocorreu na Assembleia com a fala da Camila Senk, dirigente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), representando os estudantes que sofrerão com as reformas do Ensino Médio, da Previdência e Trabalhista. “Peço que a classe trabalhadora lembre do trabalhador rural, do filho que estuda e não tem emprego e demorará anos para se aposentar. Saibam que os estudantes apoiam a luta”.

Mobilização vai continuar intensa com as ações aprovadas:
– Reforma da Previdência e Trabalhista: serão intensificadas as reuniões com os deputados federais para cobrar um posicionamento sobre a atual proposta do fim da aposentadoria e da Reforma Trabalhista;
– Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE): indicação do ato nacional e paralisação nos dias de votação das contrarreformas Previdenciária e Trabalhista;
– Atos públicos conjuntos com os movimentos sociais contra as reformas Previdenciária e Trabalhista;
– Ação conjunta com os estudantes pela não implementação do Ensino Médio no Paraná;
– Exposição da imagem do governador Beto Richa (PSDB), que não cumpre a lei e não dialoga com a educação;
– Mostrar o envolvimento do governo do Estado em denúncias de desvio de recursos públicos;
– Estabelecer a contagem regressiva para o fim do mandato do governo Beto Richa;
– Continuar a interlocução com os movimentos sociais e a comunidade formando comitês de mobilização;
– Audiência Pública sobre as práticas antissindicais;
– Continuar as “recepções” ao governador, entregando carta com a pauta da educação e cobrando abertura de negociação;
– Bancas e tendas em locais públicos com demais sindicatos e movimentos sociais para mobilizar a população do Paraná diante da pauta nacional, das maldades do Beto Richa e em defesa da educação pública;
– Reunião com a comunidade escolar para debater as reformas Previdenciária e Trabalhista.

Fique a par de outras deliberações para o futuro da educação:
– Ação para o arquivamento dos processos administrativos contra educadores: atuação pelo livre direito de expressão dos professores e funcionários;
– Faltas nos três dias da greve: a APP cobrará do governo do Estado o não lançamento das faltas. O Sindicato comunicará ao governo Estadual a suspensão da greve e solicitará a reposição dos três dias de greve. A orientação é para que os educadores não façam reposições antes dessa negociação;
– Aprovação da contribuição sindical: diante da Instrução Normativa nº1, que obriga a cobrança do Imposto Sindical, a Assembleia definiu que a APP solicite o recebimento da parte que lhe cabe, que será devolvido aos sindicalizados. Sobre o desconto e devolução dos não sindicalizados, o debate foi remetido para a próxima Assembleia, marcada para o dia 08 de abril. Mais informações sobre o tema no site da APP;
– No dia 08 de abril de 2017: Assembleia Estadual Ordinária de Prestação de Contas.

Referente à ação dos três salários mínimos
A ação está tramitando por 27 anos e agora está em etapa de execução pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). São aproximadamente 34 mil pessoas envolvidas nesse processo. Paralelo ao processo judicial, também está em curso um diálogo com a Procuradoria-Geral do Estado do Paraná (PGE-PR) na tentativa de um acordo extrajudicial, uma vez que o Estado tem buscado mecanismos para protelar o pagamento devido aos professores. Acompanhe informações no portal da APP.

(APP/PR, 20/03/2017)

 
 
  20/10/2017
Boletim CNTE 804
Uma educação pública forte passa pela valorização do funcionário público
INFORMATIVO CNTE 804  
 
 
Uma homenagem a todos/as que fazem da escola um local de dedicação e amor (15/10/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

CNTE avalia como retrocesso a decisão do STF em permitir o proselitismo religioso nas escolas públicas

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
O Sinte-PI realizou manifestação na quarta-feira (18/10) em frente ao prédio do IASPI para protestar contra a suspensão dos planos IASPI e PLAMTA. Estiveram presentes, também, representantes dos núcleos...
A juíza da 3ª Vara Cível, SimoneFraga, indeferiu os embargos de declaração impetrados pelo Governo de Sergipe que questionaram a decisão da magistrada sobre a repercussão do reajuste do piso na carreira do...
O Sinteal deu início, na quinta-feira (19), à ação organizativa e de luta “Caravana do Sinteal: porque a luta não para!”, com a presença de diretoras/es e funcionárias/os da executiva...
“O racismo impede que a população negra tenha acesso e permanência na educação formal. O tempo todo somos convidados a nos retirar. Cotas são para negros(as). Vamos entrar na universidade, sim”. O...
Ao contrário do que dizem, ‘santo de casa faz milagre’ sim! E esta é a história de cinco professoras da rede pública municipal de ensino de Lauro de Freitas (Região metropolitana de Salvador), vencedoras e...
Na manhã de ontem, (18/10/17), aconteceu uma reunião entre o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e a Secretaria de Estado da Educação.Participaram, representando a...
A APP-Sindicato ganhou a ação CLT – do Piso dos Três Salários, mas o governo do Paraná ganha tempo na contestação dos cálculos. Agora, com um acordo mediadopelo Tribunal Regional do Trabalho...
O Sinteal participou, na manhã desta quarta-feira (18/10), em Maceió, de ato relativo ao “Dia Nacional de Luta” em defesa de patrimônios do povo brasileiro como a Petrobras, a Eletrobras, a Caixa Econômica Federal,...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais do setor público da educação básica brasileira, REPUDIA a edição de...
Os diretores do Sinte-PI, João Correia e Filomena Cristina, juntamente com os dirigentes do Núcleo Regional de José de Freitas visitaram a Unidade Escolar Elon Machado Moita, no município de Lagoa Alegre do Piauí,...
Em resposta à truculência do prefeito de Matriz do Camaragibe com os trabalhadores e as trabalhadoras em educação, o Sinteal realizou, na manhã desta terça-feira (17/10), um ato público de protesto pelas...
Nos dias 16 e 17 de outubro, representantes de 21 sindicatos afiliados da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE se reúnem em Brasília para discutir os novos rumos do Projeto DST/Aids,...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.