SP: Profissionais de educação da rede municipal de ensino realizam paralisação e manifestação nesta quinta-feira, às 15h

Publicado em Quinta, 18 Maio 2017 08:24

Convocados pelo Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (SINPEEM), docentes, gestores, agentes escolares, auxiliares técnicos de educação e agentes de apoio associados à entidade realizam, nesta quinta-feira (18), paralisação, manifestação e assembleia geral, às 15h, em frente à Prefeitura, no Viaduto do Chá.

Além de lutar contra as reformas da Previdência e trabalhista, a categoria, com data-base em maio, reivindica a retirada da Câmara Municipal do Projeto de Lei nº 621/2016, que dispõe sobre a criação do Regime de Previdência Complementar, (Sampaprev) na Prefeitura de São Paulo, e o atendimento a todas as reivindicações da campanha salarial de 2017. Entre elas, fixação de novos valores de pisos para o Quadro dos Profissionais de Educação, fim da política de terceirização, reposição das perdas salariais, isonomia entre ativos e aposentados, restabelecimento da paridade para todos os aposentados, redução do número de alunos por sala/turma/agrupamento, condições de trabalho, saúde, combate à violência, questões funcionais, organização das escolas, formação, convocação de todos os aprovados em concursos e realização de concursos para docentes, gestores e Quadro de Apoio (veja a íntegra da pauta no Jornal do SINPEEM).

Entre os meses de março e abril, o SINPEEM realizou sete paralisações e manifestações e participou da greve nacional da educação, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), iniciada 15 de março. Nos dias 27 e 31 de março, quando a greve foi encerrada, o governo Doria apresentou suas propostas à categoria, assinando Protocolo de Negociação, ratificado em reunião ocorrida no dia 28 de abril (durante a greve geral), entre elas o pagamento dos dias parados, mediante reposição.

Valor do PDE de 2017 será de R$ 2.640

Com a justificativa de queda das receitas da Prefeitura, a equipe do governo Doria informou que o valor máximo do Prêmio de Desempenho Educacional (PDE) de 2017 será o mesmo pago em 2016, de R$ 2.640. Os critérios para o pagamento do prêmio ainda são discutidos nas Mesas Setoriais de Educação, entre o governo e os sindicatos, para que o decreto possa ser publicado no Diário Oficial da Cidade. Até o momento, além do valor total, só foi definido que a primeira parcela do PDE será paga em junho e segunda parcela em janeiro de 2018.

Também estão em discussão a criação dos grupos para tratar das questões sobre saúde e segurança dos servidores, infraestrutura das Emeis, transformação dos cargos de professor de educação infantil em professor de educação infantil e ensino fundamental I, entre outros temas.Convocação de professores de ensino fundamental II e médio 

Sobre a reivindicação do SINPEEM em relação ao concurso de professor de ensino fundamental II e médio, a Secretaria Municipal de Educação afirmou que a autorização para a chamada já foi solicitada à Secretaria Municipal de Gestão e que a convocação de cerca de 1.500 candidatos aprovados em concurso público seria publicada no DOC de 18 de maio, com previsão de escolha de vagas para os dias 01, 02, 05, 06, 07 e 08 de junho.

Governo diz que apresentará proposta de reajuste dos pisos

Tendo em vista que o artigo 100 da Lei nº 14.660/2007 determina que os pisos remuneratórios devem ser reajustados anualmente, na data-base dos profissionais de educação, o governo Doria garantiu que também apresentará nesta quinta-feira sua proposta ao SINPEEM. O reajuste será retroativo ao dia 1º de maio. Afirmou, ainda, que está estudando a valorização do auxílio-refeição e do vale-alimentação.

(Sinpeem, 18/05/2017)

 
 
  13/10/2017
Boletim CNTE 803
15 de outubro - Dia de Luta pela Educação e pelo Brasil
INFORMATIVO CNTE 803  
 
 
Uma homenagem a todos/as que fazem da escola um local de dedicação e amor (15/10/2017)
 
 

Programa 594: Medida Provisória que trata do novo Fies dificulta o acesso ao ensino superior

 
 

CNTE avalia como retrocesso a decisão do STF em permitir o proselitismo religioso nas escolas públicas

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A APP-Sindicato ganhou a ação CLT – do Piso dos Três Salários, mas o governo do Paraná ganha tempo na contestação dos cálculos. Agora, com um acordo mediadopelo Tribunal Regional do Trabalho...
O Sinteal participou, na manhã desta quarta-feira (18/10), em Maceió, de ato relativo ao “Dia Nacional de Luta” em defesa de patrimônios do povo brasileiro como a Petrobras, a Eletrobras, a Caixa Econômica Federal,...
Os diretores do Sinte-PI, João Correia e Filomena Cristina, juntamente com os dirigentes do Núcleo Regional de José de Freitas visitaram a Unidade Escolar Elon Machado Moita, no município de Lagoa Alegre do Piauí,...
Em resposta à truculência do prefeito de Matriz do Camaragibe com os trabalhadores e as trabalhadoras em educação, o Sinteal realizou, na manhã desta terça-feira (17/10), um ato público de protesto pelas...
Nos dias 16 e 17 de outubro, representantes de 21 sindicatos afiliados da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE se reúnem em Brasília para discutir os novos rumos do Projeto DST/Aids,...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) convoca os/as trabalhadores/as das rede municipais e estadual de educação para a mobilização contra a PEC 10/2017, que congelará os...
Mais do que o Dia do Professor, o 15 de outubro foi momento de relembrar as lutas da Educação e render homenagens aos educadores do país. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE...
Presente em quase todos os municípios de Alagoas com seus núcleos regionais e municipais, o Sinteal dá início, a partir da próxima quinta-feira (19), à “Caravana do Sinteal: porque a luta não...
O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação/CNTE, Heleno Araújo, participará da conferência-debate “Depois de Lula: educação e sociedade no Brasil”, que...
Foto: Elza Fiuza A falta de reconhecimento e de condições de trabalho tem atraído cada vez menos alunos para uma profissão que já esteve entre as mais valorizadas no país: a de professor. A cada 100 jovens...
O Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) lançou nota de repúdio sobre a ingerência do Sistema CREF/CONFEF no trabalho dos professores e professoras de Educação Física na escola de...
O Coordenador Geral do ASPROLF, Valdir Silva, participou na manhã desta terça-feira (11/10), de uma reunião de pais e/ou responsáveis na Escola Municipal Ipitanga no Centro de Lauro de Freitas (Região Metropolitana de...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.