PR: Prefeitura enrola e não apresenta índice de reajuste

Publicado em Sexta, 05 Outubro 2018 16:19

20181004 database

Secretário de Finanças divulgou que o orçamento cresceu, mas Prefeitura diz que proposta de reajuste depende de estudo

A Prefeitura iniciou as negociações da data-base sem ter sequer um estudo prévio sobre a situação financeira do município. Ao menos foi isso que os representantes da administração afirmaram nesta quinta-feira (4), na primeira reunião sobre a data-base com os quatro sindicatos que representam os servidores municipais.

O secretário de recursos humanos, Heraldo Alves das Neves, reconheceu durante a reunião que último reajuste foi pago em abril de 2016, o que significa um congelamento salarial de 30 meses.

Apesar desse reconhecimento, a Prefeitura ainda não sabe qual será o índice. Segundo os representantes da administração, a proposta de reajuste dependerá de um estudo ainda em andamento sobre crescimento da receita do município. Essa ausência de dados causou estranheza, já que o secretário de Finanças, Vitor Puppi, prestou contas do orçamento parcial de 2018, na Câmara Municipal, no dia 25 de setembro.

Sindicatos cobraram que proposta de reajuste seja apresentada até o dia 11

Os sindicatos cobraram a apresentação de dados sobre a situação financeira do município, já que a lei de responsabilidade fiscal municipal, aprovada em meio ao pacotaço, limita o crescimento da folha. Mesmo com essa restrição, os dados apresentados pelo secretário de Finanças comprovam crescimento da receita e margem para pagar a data-base.

Diante da completa ausência de informações por parte da Prefeitura, os sindicatos solicitaram a apresentação de uma proposta de reajuste e dos estudos sobre o crescimento da arrecadação até o dia 11 de outubro. Além disso, cobraram que a negociação da data-base não fique refém do jogo eleitoral.

Orçamento só vai mal quando o assunto é direito dos servidores

A Prefeitura não quis falar sobre a situação financeira do município durante a reunião. Para os grupos que detêm contratos milionários com a administração municipal, a conversa é diferente: Curitiba não para de crescer. Os números dos últimos três anos revelam aumento das receitas do município. E, para 2018, o resultado parcial mostra um crescimento três vezes superior ao do ano passado.

O gesto dos representantes da Prefeitura na mesa de negociação contrasta até mesmo com a postura de Rafael Greca nas redes sociais, já que o prefeito vem respondendo aos comentários de servidores com a promessa de que pagará a data-base devida aos servidores.

Tudo isso deixa claro que não falta dinheiro para pagar o reajuste dos servidores, o que falta é vontade política de valorizar quem constrói, com o seu trabalho, todos os serviços públicos de nossa cidade.

Os servidores já têm assembleia unificada marcada para o dia 17 de outubro, às 18h30 em primeira convocação, no Hotel Hara (Av Iguaçu, 931). Até lá, é preciso aumentar a pressão nos locais de trabalho para cobrar que a Prefeitura pague a data-base e corrija as perdas pelos 30 meses de congelamento salarial!

Auxílio-transporte

Os sindicatos também reafirmaram a rejeição à mudança na forma de pagamento do auxílio-transporte que representa uma redução média de R$ 250 no salário de quem não utiliza transporte público diariamente. A rejeição ao cartão transporte ficou evidente até mesmo nos dados da Prefeitura: dos cerca de 16 mil servidores que responderam à questão sobre o assunto no formulário do e-social, apenas 5 mil optaram por receber o auxílio no cartão transporte.

Além de reforçar a posição e cobrar resposta sobre o custo do auxílio-transporte na folha de pagamento, as entidades sindicais também deixaram claro que não permitirão que a Prefeitura utilize a data-base como instrumento de chantagem para cortar o pagamento em dinheiro do auxílio-transporte. Não aceitaremos que deem com uma mão, para tirar com outra!

(SISMMAC, 5/10/2018)

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 605: Vidas Negras Importam - Dia da Consciência Negra

 
 

Nota pública pelo direito de ser educador/a e exercer a nossa profissão

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica pública brasileira, vem a público exigir...
A defesa dos direitos dos trabalhadores deverá enfrentar muitas dificuldades no cenário político que se aproxima, em 2019. A análise é da Secretária de Finanças da CNTE - Confederação...
Nesta segunda-feira (10/12), a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu um debate em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituída...
Texto e fotos: Jordana Mercado Após dois dias (06 e 07) de debates e reflexão, encerrou-se hoje, em Curitiba-PR, o encontro do Coletivo de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação...
Os representantes do Fórum Sindical, entidade a qual o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) faz parte, compareceram a Casa Civil, na manhã desta sexta-feira (07/12), para cobrar esclarecimento...
TCU rejeita subvincular parcela dos precatórios do FUNDEF ao magistério e demais trabalhadores em educação No dia 5 de dezembro de 2018, o Tribunal de Contas da União – TCU decidiu por unanimidade manter...
A comissão especial que analisa a proposta da Escola sem Partido (PL 7180/14) adiou para a próxima terça-feira (11), às 9h, a sessão para votar o relatório do deputado Flavinho (PSC-SP) na Câmara dos...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) se posiciona contra os professores refazer o trabalho de inserção de dados no Sistema de Gerenciamento Educacional (SGE), da Secretaria Estadual de...
Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, Subsede Betim cobra transparência e diálogo sobre projeto que tramita na Câmara Municipal daquela cidade. No último dia 21 de novembro de...
A prestação de contas do ex-prefeito de Colmeia, Pedro Clésio Ribeiro, referente ao exercício do ano de 2016, deve ser votada nos próximos dias, conforme informações repassadas ao Sindicato dos...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos/as profissionais da educação básica do setor público brasileiro, torna público o seu...
Professora BebelPresidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo) Deputada Estadual eleita O governo golpista de Michel Temer deu mais um passo no seu projeto de destruição do ensino médio no...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.