PE: Reforma Trabalhista e da Previdência são pontos de debate na Plenária dos/as Administrativos/as em Educação

Publicado em Segunda, 03 Dezembro 2018 17:19

Sintepe2

O Sintepe realizou, nesta sexta-feira (30), a Plenária dos/as Administrativos/as em Educação. A discussão foi realizada no auditório do Sindicato e contou com a contribuição da Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação que explicou aos/às trabalhadores/as como a Reforma Trabalhista e da Previdência podem afetar os/as servidores/as públicos/as.

A Reforma Trabalhista, aprovada em 2017, alterou diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). De acordo com a advogada Andrielly Gutierres, existem quatro pontos importantes que merecem a atenção dos/as trabalhadores/as em geral: a flexibilização dos direitos da CLT, que equivocadamente supõe igualdade de forças no poder de negociação do empregado com o patrão; o enfraquecimento dos sindicatos, por meio da extinção da contribuição sindical compulsória; a restrição de acesso à Justiça do Trabalho e a terceirização irrestrita, que ampliou a possibilidade de terceirização para todas as atividades da empresa, antes restritas às atividades-meio.

Para Gutierres, das mudanças acima, o enfraquecimento dos sindicatos e a terceirização irrestrita são os efeitos da Reforma que podem ser sentidos mais fortemente no funcionalismo público, especialmente pelos/as os/as servidores/as administrativos/as. Ela alega, contudo, que há limitações para a expansão dessa interpretação no funcionalismo público.

De acordo com integrantes da Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação, o Supremo Tribunal Federal (STF), referendando a modificação trazida pela reforma, reconheceu a inconstitucionalidade da vedação de terceirização na atividade-fim das empresas, prevista em súmula do Tribunal Superior do Trabalho, porém não enfrentou ainda a questão dos limites dessa expansão da terceirização no âmbito da Administração Pública.

Além do mais, o princípio de ingresso pelo concurso público e o Plano de Cargos e Carreira (PCC) são elementos importantes para o segmento, pois o primeiro atende ao princípio da moralidade, impessoalidade e eficiência, que são maculados com a terceirização; já o segundo garante aos/às trabalhadores/as da educação a unidade legal e política da categoria, podendo ser argumento forte para afastar a ideia de que o assistente administrativo educacional executa atividade-meio na educação.

O diretor da Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação, José Severino de Barros, pontuou sobre a precarização do contrato de trabalho, situação vivida atualmente pelos/as professores/as com contratos por tempo determinado. “Essa diferenciação já existe na nossa categoria. O professor contratado é muito mais pressionado e assediado do que os profissionais efetivos e isso já demonstra como essa precarização pode acontecer nos demais segmentos”, lembrou.

Sobre a Reforma da Previdência, Barros explicou que o sistema previdenciário atual é construído partir de um princípio de solidariedade. As aposentadorias são pagas a partir da contribuição dos/as trabalhadores/as em exercício e, à medida que não se promove concurso público, não haverá condições de fortalecer o sistema previdenciário. Barrou pediu união dos/as trabalhadores/as para barrar a Reforma da Previdência e lutar para que todos possam se aposentar.

Ainda sobre a Reforma da Previdência, a advogada informou que não há uma proposta finalizada acerca da Previdência e, por isso, não há como falar ainda detalhadamente sobre essa questão. Entretanto, é fundamental que a Reforma da Previdência deve respeitar o princípio da transição e, sobretudo, o direito adquirido (garantia de se aposentar pelas regras atuais para aqueles servidores que já preencheram todos os requisitos).

Para Dílson Marques, diretor de Imprensa do Sintepe, o próximo governo aprofundará o ataque aos direitos trabalhistas, postura defendida pelo Presidente eleito quando afirmou que os/as trabalhadores/as terão de decidir entre trabalho ou direitos. “Diante desse processo de ataque, as nossas famílias serão atingidas e como esses/as trabalhadores/as se organizarão? É importante a mobilização e união do/as trabalhadores/as em torno dos seus sindicatos”, alertou Marques.

Aposentadoria 

A Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação comunicou ainda que quem deseja se aposentar deve se dirigir à Secretaria de Educação ou à Central de Atendimento ao Servidor e solicitar a Simulação da Certidão de Contribuição, documento que atesta o tempo de contribuição. Tendo ciência da idade mínima, o trabalhador deve vir ao Sindicato e conversar com a Secretaria para Assuntos Jurídicos e de Legislação para que todos os encaminhamentos possam ser dados pela equipe do Sintepe.

Foto - Agência JC Mazella

(Sintepe, 3/12/2018)

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 606 - Vitória: projeto "Escola Sem Partido" é arquivado

 
 

Parlamentares, educadores/as, estudantes e sociedade derrotam o projeto da Lei da Mordaça na Câmara dos Deputados: uma vitória da resistência!

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Vivemos uma conjuntura de retrocessos em escala mundial. No Brasil, este processo foi acelerado com a eleição fraudulenta de Jair Bolsonaro, pois durante o processo eleitoral houve abuso do poder econômico, que não foi nem...
O Sinteal abriu suas portas, na tarde desta quinta-feira (13/12), para receber centenas de crianças (e familiares) do bairro do Mutange (e entorno), que participaram do já tradicional “Auto de Natal”, que teve...
A prefeita de Guaraí, Lires Ferneda (PSDB) se nega a responder onde foi parar o saldo dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), referente ao ano de 2017. Segundo...
Eleita, nesta quarta-feira (12.12), a nova gestão do Conselho Estadual Alimentação Escolar para mandato 2018 a 2022. Ao todo 28 membros, entre titulares e suplentes, representando quatro segmentos da sociedade (Poder Executivo,...
O Sind-UTE/MG – Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, vem a público, repudiar a decisão do Governo do Estado, em dar tratamento diferenciado para o pagamento de salários a...
Em contato que manteve nesta quarta-feira, 12/12, com o Chefe de Gabinete da Secretaria Estadual da Educação, a Presidenta da APEOESP, Maria Izabel Azevedo Noronha - Professora Bebel*, obteve a realização de uma...
Professora BebelPresidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de SP)Deputada Estadual eleita O arquivamento da tramitação do projeto da “escola sem partido” na comissão especial da Câmara dos...
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado A Comissão de Educação do Senado Federal iniciou hoje a discussão do PLC 88/2018 (oriundo do PL 1.287/11, da Câmara dos Deputados), que estabelece diretrizes para a...
“Eu sou aquela mulher  a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida E não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista.” Cora...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica pública brasileira, vem a público exigir...
A defesa dos direitos dos trabalhadores deverá enfrentar muitas dificuldades no cenário político que se aproxima, em 2019. A análise é da Secretária de Finanças da CNTE - Confederação...
Nesta segunda-feira (10/12), a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu um debate em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituída...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.