BA: Lauro de Freitas - Em ato público, trabalhadores alertam a população dos perigos da Reforma da Previdência

Publicado em Quarta, 24 Abril 2019 15:31

2019 04 24 giro ASPROLF

Com o lema: ‘REAJA TRABALHADOR, QUEREM ROUBAR SUA APOSENTADORIA!’ os trabalhadores da educação da rede municipal de Lauro de Freitas (região Metropolitana de Salvador), estão nas ruas na manhã desta quarta-feira (24), desde às 9h, em frente ao Shopping & Feira (Estrada do Coco), na luta contra a PEC 6/2019 da Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

Convocados pelas ASPROLF – Sindicato da categoria, os profissionais da educação fazem panfletagem e explicam à população o que está em jogo com essa reforma, chamada de ‘Reforma Pé na Cova,’ que penaliza ainda mais a vida dos mais pobres, dos trabalhadores rurais, dos pensionistas e dos professores, que já sofrem com o descaso do governo com a educação pública e a desvalorização do profissional.

Os sindicalistas apontam que esta reforma apresentada pelo governo federal, é um ataque brutal contra a classe trabalhadora e que ao contrário do que diz a propaganda oficial do governo, “a reforma de Bolsonaro não combate privilégios, apenas dificulta o acesso à aposentadoria e reduz drasticamente o valor do benefício no momento mais delicado da vida do trabalhador. A maioria dos trabalhadores e trabalhadoras não conseguirão se aposentar,” alertam.

O perigo é que a PEC 06/2019, que já tramita na CCJ Câmara Federal, teve aprovação do parecer favorável e com a análise de ‘admissibilidade,’ ou seja, uma leitura de que esta PEC respeita a Constituição, o que não é verdade, já que ela desrespeita os princípios mais importante da Constituição.

Já está provada que a PEC que muda as regras da aposentadoria, beneficia banqueiros que dobrarão seu patrimônio; empresários que optarão por não contribuir com a previdência dos funcionários e militares que terão regras mais brandas e incremento na carreira para abonar as perdas na hora da aposentadoria. Na contramão disso, estão os trabalhadores rurais que para se aposentar, terão que comprovar 20 anos de contribuição; os pensionistas do INSS que terão uma drástica redução da renda familiar; os mais pobres que passarão a receber um benefício de apenas 400 reais e só aos 70 anos passarão a receber salário mínimo; e as professoras – as mais afetadas pela Reformada da Previdência, que terão que comprovar 30 anos de contribuição para receber 80% da média do valor.

Por todos esses pontos, hoje a educação pública faz em todo País uma Paralisação Nacional Contra a Reforma da Previdência.

(ASPROLF, 24/04/2019)

 
 
  13/05/2019
Boletim CNTE 835
Rumo à greve geral da classe trabalhadora em 14 de junho!
INFORMATIVO CNTE 835  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 611 - Lançamento da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
O Sindeducação participou, no último dia 14, de uma reunião com professores e pais de alunos da UEB Camélia Viveiros, localizada no Bairro Coroado, em São Luís (MA). A unidade escolar está...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) convoca os profissionais da educação da rede estadual para a Assembleia Geral da categoria nesta segunda-feira (20.05), a partir das 14horas, na Escola...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convoca todas as entidades filiadas a participarem da "Semana de Calcular Sua Aposentadoria", de 20 a 24 de maio, em todo país. Neste período a CNTE...
Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) | A Agência Sindical segue debatendo a reforma da Previdência. Desta vez, entrevistamos Antônio Augusto de Queiroz, jornalista, assessor político e diretor...
Cerca de 5 mil manifestantes participaram da Greve Nacional da Educação em Divinópolis (MG), que envolveu muitos segmentos sociais, sindicalistas, todas as redes de ensino, e muitos estudantes e principalmente a Comunidade escolar.A...
O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Maceió realizou assembleia geral com as categorias, na manhã desta sexta-feira (17), na Praça Dois Leões, em Jaraguá, oportunidade para as lideranças...
Dia 15 de maio foi um dia histórico, o Sinproesemma junto com trabalhadores em educação, centrais sindicais, estudantes e movimentos sociais saíram às ruas para protestar contra as medidas do governo Jair Bolsonaro e...
Além de indicar retomada do movimento de massas no Brasil, a mobilização inspira a necessária resistência aos tempos sombriosA Greve Nacional da Educação do último dia 15 de maio mobilizou...
"Ninguém solta a mão de ninguém" é o tema da campanha da CNTE pelo Dia Nacional e Internacional de Luta Contra a LGBTfobia. A data comemorativa foi instituída quando a Organização das...
Aproximadamente cinco mil pessoas participaram das manifestações em frente a Assembleia Legislativa, em Palmas O Dia 15 de maio foi marcado por “aulas nas ruas”, milhares de trabalhadores e trabalhadoras em...
Entidades sindicais que defendem os trabalhadores da Educação, centrais sindicais, movimentos estudantis, movimentos sociais e trabalhadores foram às ruas nesta quarta-feira (15), defender o financiamento permanente...
A greve nacional da Educação, nesta quarta-feira (15.05), em Mato Grosso, mobilizou mais de sete mil pessoas na Capital e milhares por todo o estado. Atos Públicos, passeatas, carreatas, debates, mobilizados pelo Sindicatos dos...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.