Conferência Nacional Popular da Educação é lançada no Senado

Publicado em Quarta, 06 Dezembro 2017 13:31

conape senado2017dez 02

Representantes da sociedade civil lançaram, nesta quarta-feira (6), a Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) 2018 no Senado. O evento aconteceu em uma audiência pública conjunta das Comissões de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), a pedido das senadoras Fátima Bezerra (PT-RN) e Regina Souza (PT-PI). A Conape é organizada pelo Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), criado em junho deste ano, após o governo esvaziar totalmente as atribuições do Fórum Nacional de Educação (FNE), diminuindo a participação da sociedade civil e aumentando a da bancada governamental, além de tirar do FNE a prerrogativa de coordenar as conferências nacionais de educação.

O presidente da CNTE e coordenador geral do FNE, Heleno Araújo, participou da cerimônia e fez uma retrospectiva do autoritarismo do atual governo, que acabou com a participação social intensa que as entidades ligadas ao campo de educação tinham desde 2006 na construção das políticas públicas de educação. "A portaria 577 passou por cima de todas as deliberações democraticamente construídas pelo Fórum Nacional de Educação. É por isso que as entidades comprometidas com a educação pública resistiram e criaram o Fórum Popular Nacional da Educação e com ele as conferências regionais populares de educação que estão em pleno andamento - só falta o estado de Roraima aderir à mobilização para a realização das conferências", ressaltou Heleno Araújo.

A audiência pública também contou com a participação de Adércia Hostin, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (CONTEE); Mario Magno, Diretor de Universidades Públicas da União Nacional dos Estudantes (UNE); Miriam Fábia Alves, segunda Secretária da Diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) e Guilherme Barbosa, Diretor de Políticas Educacionais da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), além de outros convidados. Todos foram unânimes em ressaltar a importância da Conape para fortalecer a democracia e resistir aos ataques que a área da educação vem sofrendo continuamente pelo governo golpista de Michel Temer .

Retrocessos
A Deputada Margarida Salomão (PT-MG) denunciou a perseguição da Polícia Federal aos reitores da Universidade de Minas Gerais e o ataque ao Memorial da Anistia Política: "O estado de exceção vem crescendo no país. Por isso a Conape é fundamental para resistir a esses retrocessos", reiterou. A deputada Regina Sousa (PT-PI) lembrou da condução coercitiva do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier, e da crescente perseguição sobre educadores e militantes de direitos humanos. "Precisamos todos fortalecer a resistência a esses ataques. Nós não podemos parar de nos manifestar", conclamou. A representante da Anped, Míriam Alves, explicou que Conape tem um papel fundamental de fazer chegar a informação para as pessoas que estão sendo enganadas pelo governo: "É preciso que a população saiba que o desmonte da educação não garante a melhoria desse país. E que não é normal cortar recursos da educação", destacou.

Conape
As etapas estaduais da conferência serão realizadas até março de 2018 e a Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) está marcada para os dias 26 a 28 de abril de 2018. Acesse o site www.fnpe.com.br para obter mais informações sobre as conferências.

Sobre o FNE e o FNPE
O FNE foi Instituído por lei, a partir da aprovação do Plano Nacional de Educação, composto por 50 entidades representantes da sociedade civil e do poder público, com atribuições de participar da elaboração, implementação e avaliação das políticas nacionais de educação e do próprio PNE, verificando seus impactos, acompanhar os projetos em tramitação no Congresso Nacional ligados à educação, entre outras.

Pela lei, o Fórum é responsável ainda pela organização das Conferências Nacionais de Educação. No entanto, portaria editada pelo Ministério da Educação em abril deste ano descaracterizou o funcionamento democrático do FNE. Em resposta, mais de 20 entidades da sociedade civil que integravam o FNE renunciaram coletivamente e constituíram o Fórum Nacional Popular de Educação, em razão da total desestruturação do FNE, que colocou em risco, inclusive, a realização da Conferência Nacional de Educação – Conae 2018.

Entre as entidades que renunciaram ao FNE e agora compõem o FNPE estão: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTEE), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (CONTEE), Associação de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituição Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), União Nacional do Estudantes (UNE).

 
 
  19/06/2018
Boletim CNTE 815
Instituto divulga relatório sobre o PNE e os resultados tendem a piorar
INFORMATIVO CNTE 815  
 
 
Heleno Araújo conclama categoria para apoiar greve dos eletricitários
 
 

Programa 602: Heleno Araújo participa de audiência pública no senado sobre violência nas escolas

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Em uma data histórica para a luta sindical em Alagoas, os/as servidores/as públicos/as municipais de Maceió, organizados por suas entidades (Sinteal, SindPrev, SindsPref, Saseal, entre outras; apoiadas pela CUT/AL), realizaram, na...
Representado por diretores/as da executiva estadual, o Sinteal participou, na manhã desta segunda-feira (16), de ato público em favor da garantia da destinação dos 60% (sessenta por cento) dos recursos dos precatórios...
A formatura de 74 novos professores do estado de Guerrero, no México, em 13 de julho, não estava completa. Faltavam os 43 estudantes da Escola Normal Rural Raul Isidro Burgos, desaparecidos em 26 de setembro de 2014. O nome de cada um foi...
Na última sexta, dia 13, comemoramos, em Assembleia festiva, uma série de avanços conquistados nas negociações da pauta reivindicatória 2018 (7% de aumento, a equiparação do auxiliar de classe com...
Nesta segunda-feira (16) completa o sexto dia da greve da Educação Municipal de Salvador que teve início na quarta-feira (11). A mobilização e disposição de luta continua firme e crescendo, apesar das...
Os servidores que foram contratados até 15 de março de 1987 e que mudaram de regime de celetistas para estatutários serão beneficiados pela transposição com a conversão da Medida Provisória 817 na...
Em assembleia geral organizada pelo Sinteal e núcleo regional, realizada nesta 6ª feira (13), as/os trabalhadoras/es em educação da rede municipal aprovaram o reajuste de 6,81% proposto pelo gestor, mas definiram também...
Lu Sudré Enquanto o salário mínimo brasileiro é de R$ 954, há quem receba um salário maior do que R$ 3 milhões mensalmente. É o que mostram dados da Comissão de Valores...
Na última quinta-feira (12/07/18) ocorreu uma agenda de reunião entre o Governo do Estado e o Sind-UTE/MG.Durante a reunião, o Sindicato cobrou soluções para o atraso e parcelamentos dos salários dos/as...
NOTA PÚBLICA O Governo Pinho Moreira (MDB) anunciou, em 12/07, que fará o parcelamento da metade do 13º salário dos servidores estaduais, sob o pretexto de contenção de despesas e controle de gastos. O valor...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação manifesta total e veemente repúdio ao tratamento inaceitável porquanto agressivo, misógino e discriminatório, dispensado à deputada...
Em meio a tantas dúvidas e informações desencontradas sobre o tema, o Sinteal realizou nesta quinta-feira (12), um Seminário sobre problemas e perspectivas sobre os recursos do FUNDEF. O evento aconteceu no Espaço...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.