CNTE e SINTEPP/PA vão ao STF questionar decisão que precariza a lei do piso do magistério

Publicado em Sexta, 05 Outubro 2018 09:10

2018 10 05 destaque

As assessorias jurídicas da CNTE e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará – SINTEPP estiveram, ontem (4), em audiência na Presidência do Supremo Tribunal Federal para tratar da medida cautelar concedida pela ex-presidente do Tribunal, ministra Cármen Lúcia, suspendendo a eficácia de dois mandados de segurança julgados pelo Tribunal de Justiça do Pará, os quais reconheciam a plena vinculação do piso salarial nacional do magistério aos vencimentos iniciais de carreira da categoria.

Em 19.06.2018, a então ministra presidente do STF atendeu pedido do Governador do Estado do Pará e admitiu, em caráter liminar, a incorporação de gratificação aos vencimentos iniciais de carreira do magistério paraense. Desde 2015, o piso do magistério não é respeitado na forma de vencimento de carreira no Estado do Pará, estando este congelado no valor de R$ 1.917,78. E o Governo estadual tem contabilizado gratificações de escolaridade de nível superior para complementar o piso que se destina a profissionais com formação de nível médio na modalidade Normal (outro contrassenso!).

A CNTE e o SINTEPP expuseram ao juiz-assessor do Ministro Dias Toffoli, atual presidente do STF, que a medida cautelar contraria o julgamento de mérito da ADI 4167, a qual reconheceu a vinculação do piso do magistério aos vencimentos de carreira. Também se ponderou que a medida afeta negativamente a perspectiva de valorização dos profissionais da educação, pois incentiva transformar o piso em teto salarial através de gratificações que rebaixam as progressões nas carreiras do magistério. Ademais, os gestores públicos tiveram tempo suficiente para ajustar os planos de carreira do magistério aos preceitos da lei federal, não podendo, agora, a categoria pagar pela omissão governamental.

O processo que suspendeu as decisões do TJPA encontra-se no Ministério Público Federal para fins de emissão de parecer, e a CNTE já solicitou audiência na PGR (Procuradoria Geral da República). Após o retorno do processo ao STF, compete ao presidente da Corte manter ou suspender a medida liminar ora combatida pela CNTE e o SINTEPP/PA.

Também no dia hoje, a CNTE protocolou no STF pedido de ingresso no processo de suspensão de segurança n. 5236/PA, uma vez que a matéria tende a repercutir em todo território nacional.

Confira aqui a petição protocolada pela CNTE no STF

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 605: Vidas Negras Importam - Dia da Consciência Negra

 
 

Nota pública pelo direito de ser educador/a e exercer a nossa profissão

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica pública brasileira, vem a público exigir...
A defesa dos direitos dos trabalhadores deverá enfrentar muitas dificuldades no cenário político que se aproxima, em 2019. A análise é da Secretária de Finanças da CNTE - Confederação...
Nesta segunda-feira (10/12), a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu um debate em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, instituída...
Texto e fotos: Jordana Mercado Após dois dias (06 e 07) de debates e reflexão, encerrou-se hoje, em Curitiba-PR, o encontro do Coletivo de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação...
Os representantes do Fórum Sindical, entidade a qual o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) faz parte, compareceram a Casa Civil, na manhã desta sexta-feira (07/12), para cobrar esclarecimento...
TCU rejeita subvincular parcela dos precatórios do FUNDEF ao magistério e demais trabalhadores em educação No dia 5 de dezembro de 2018, o Tribunal de Contas da União – TCU decidiu por unanimidade manter...
A comissão especial que analisa a proposta da Escola sem Partido (PL 7180/14) adiou para a próxima terça-feira (11), às 9h, a sessão para votar o relatório do deputado Flavinho (PSC-SP) na Câmara dos...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) se posiciona contra os professores refazer o trabalho de inserção de dados no Sistema de Gerenciamento Educacional (SGE), da Secretaria Estadual de...
Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, Subsede Betim cobra transparência e diálogo sobre projeto que tramita na Câmara Municipal daquela cidade. No último dia 21 de novembro de...
A prestação de contas do ex-prefeito de Colmeia, Pedro Clésio Ribeiro, referente ao exercício do ano de 2016, deve ser votada nos próximos dias, conforme informações repassadas ao Sindicato dos...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa dos/as profissionais da educação básica do setor público brasileiro, torna público o seu...
Professora BebelPresidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo) Deputada Estadual eleita O governo golpista de Michel Temer deu mais um passo no seu projeto de destruição do ensino médio no...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.