Moção de apoio à paralisação nacional dos docentes da Colômbia: pela vida e segurança dos/as professores/as

Publicado em Quinta, 19 Julho 2018 15:18

banners mocao de apoio 2

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE vem a público manifestar o seu mais irrestrito apoio à paralisação nacional do próximo dia 25 de julho, convocada pela Junta Nacional da Federação Colombiana de Trabalhadores da Educação – FECODE. A paralisação nacional do magistério colombiano de 24 horas tomará o país, em todas as suas principais capitais, de marchas à favor da paz, contra a violência perpetrada contra docentes e ameaças às comunidades escolares de várias regiões. Será um dia de manifestação pela vida dos professores e professoras deste país irmão, e também pelo cumprimento dos acordos firmados com o Governo ainda no ano passado e nunca respeitados.

Ainda no começo deste mês de julho, a CNTE também veio a público se manifestar contra a onda de assassinatos de docentes colombianos/as, muitos dirigentes sindicais, que estavam a ocorrer e a estarrecer o mundo e o próprio país. Naquele momento, denunciamos o brutal assassinato de 4 professores/as em diferentes regiões do país, além de atentados a tiros, vindo do próprio Exército Nacional, contra um ônibus que transportava 6 professores e professoras. Desde então, já são 7 assassinatos de educadores/as ou dirigentes sindicais da educação, excluindo outros tantos lutadores sociais de diversos setores da sociedade colombiana. É alarmante o nível de violência a que o país está submetido, não poupando sequer aqueles que fomentam o futuro dos seus jovens e crianças.

Se no começo deste mês de julho de 2018 a CNTE/Brasil manifestou o repúdio à essa crescente onda de violência, os/as educadores/as brasileiros/as manifestam, agora, o seu apoio à grande paralisação nacional de todo o magistério do país. A solução para esse quadro alarmante de violência vivenciada pelos/as colombianos/as não pode ser o medo. É fundamental que toda a comunidade educacional do país se mobilize para repudiar a onda de assassinatos e para exigir paz e segurança. Pela vida das professoras e professores colombianos/as!

A reversão desse quadro de violência só virá com o advento da justiça social, que passa pelo cumprimento dos acordos firmados entre a FECODE e o Governo, descumpridos desde o ano passado, perpetuando um quadro de precariedade absoluta na educação pública do país. É urgente a melhora das condições da educação pública colombiana! É evidente que a falta deliberada de investimentos públicos no setor da educação se presta a fomentar o seu processo de privatização, o que não é um caso isolado: toda a região, inclusive o Brasil, já conhece essa receita aplicada pelos governos neoliberais. E esse quadro de falta de investimentos cria as enormes deficiências na infraestrutura e no transporte escolar do setor da educação colombiana, por exemplo.

Por isso tudo, os/as educadores/as brasileiros/as se solidarizam com a Paralisação Nacional do Magistério do próximo dia 25 de julho. Pela vida dos/as professores/as e pelo cumprimento dos acordos. Só a educação pública de boa qualidade eleva a vida de um povo e de um país. Que as ruas colombianas sejam tomadas por educadores nesse próximo dia 25 de julho!

Brasília, 19 de julho de 2018

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  22/10/2018
Boletim CNTE 823
Brasil tem a chance de mostrar ao mundo como defender a democracia
INFORMATIVO CNTE 823  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 604: Em audiência pública, CNTE reitera posicionamento contrário à BNCC

 
 

Nota Pública: Lei da Mordaça (“Escola Sem Partido”) é inconstitucional, antidemocrática e antipedagógica

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Desde que a Emenda Constitucional 95, que congela os investimentos públicos pelos próximos 20 anos, foi aprovada em 2016 pelo presidente Michel Temer, especialistas têm alertado sobre as graves consequências da medida para o...
Documento, estabelecido como norma, deve ser implementado independentemente de governos estaduais ou federal A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) foi aprovada em 2017 no Congresso Nacional de Educação (CNE) e é um instrumento...
Alvo de contestação por parlamentares na elaboração do Escola Sem Partido e, agora, pelo plano de governo do candidato à presidência Jair Bolsonaro, o legado freireano é posto em questionamento O mais...
A Confederação dos Países de Língua Portuguesa - Sindical da Educação (CPLP-SE), realizou, no dia 20 de outubro de 2018, em Aveiros/Portugal, a Conferência Sindical da Educação,...
Em assembleia geral realizada na manhã desta sexta-feira (19), no Clube Fênix Alagoano, os/as servidores/as públicos/as do Município de Maceió - inclusive os/as da Educação - decidiram, através de...
Nós, educadores baianos, vimos a público manifestar nossa grande preocupação com os destinos do nosso país e da nossa gente. Como educadores que somos, cujo papel fundamental é mediar conhecimento, na busca da...
Trabalhadoras/es em educação do Município de São Luiz do Quitunde decidiram paralisar suas atividades, no período de 23 a 25 de outubro, em protesto a decisão da prefeita Fernanda Cavalcante (MDB), que cancelou...
O Presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), professor Heleno Araújo, fez um alerta na manhã desta quarta-feira (17) durante o III ENAPPE (Encontro Nacional de Pesquisas e...
Após quase quarenta dias de greve, as/os trabalhadoras/es da rede pública municipal de educação de Colônia Leopoldina, em assembleia geral realizada nesta quarta-feira (17), decidiram encerrar o movimento de...
Eleita para o quadriênio 2018-2022, a nova diretoria da APLB-Sindicato tomou posse na manhã desta segunda-feira, 15 de outubro, em solenidade realizada no auditório do Sindicato dos Comerciários. Integrantes da APLB da...
ELEIÇÕES 2018: Mais Educação! Menos armas e ódio! O Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE) vem a público manifestar apoio à candidatura do campo democrático e popular...
A Direção Executiva da CUT, reunida em São Paulo no dia 10 de outubro de 2018, avaliou os resultados do primeiro turno das eleições e decidiu convocar a mais ampla mobilização nas bases CUTistas para...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.