Lula é um preso político! A ditadura escancarada de Temer só sucumbirá com o povo nas ruas!

Publicado em Terça, 10 Abril 2018 11:40

banners nota publica 2

Desde o último dia 04 de abril, quando a mais alta corte judicial brasileira (STF) negou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a concessão de um Habeas Corpus para garantir-lhe o direito inscrito na Constituição brasileira de qualquer cidadão só ser considerado culpado e, portanto, preso, após todo o processo judicial ter seu trânsito julgado pela última instância judiciária, o Brasil viveu dias épicos de resistência política.

Tudo começou com a expedição do mandado de prisão do presidente Lula feito pelo juiz que investiga o caso. O país foi surpreendido e, em várias cidades brasileiras, manifestações espontâneas começaram a acontecer. A maior delas deu-se em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, na sede do histórico Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, local onde mais de 30 anos atrás deu-se início a trajetória política de Lula. Mais de 50 mil pessoas dirigiram-se à sede do emblemático sindicato, lugar para onde foi o ex-presidente Lula depois de saber da decisão de sua ordem de prisão. A partir daí, deu-se o início de um processo heroico de resistência do povo à prisão de Lula.

Em processo de vigília permanente, a multidão que cercou o sindicato no dia 05 de abril de lá saiu somente pouco mais de 48 horas depois, no sábado à noite, dia 07 de abril. Nesse intervalo, em um movimento único de resistência política e desobediência civil, a multidão defensora de Lula protagonizou um dos momentos mais bonitos da história política brasileira, junto ao seu maior líder popular. Após a realização de uma celebração religiosa em homenagem à sua falecida esposa, Marisa Letícia, que completaria nesse dia 07 de abril 68 anos de vida, celebrada pelo Bispo Dom Angélico Bernardino, vinculado à Teologia da Libertação, e acompanhada pela multidão, Lula saiu do sindicato e pôs-se nos braços do povo que, em uma só voz, entoavam cânticos e palavras de ordem em seu favor. O registro fotográfico desse momento certamente entrará para a história como uma das cenas mais épicas protagonizadas pelo povo brasileiro em defesa de seu maior presidente!

Desde a noite do último dia 07, Lula encontra-se encarcerado em prisão política. Imediatamente, formou-se uma Vigília Democrática, agora na cidade de Curitiba, capital do Estado do Paraná, para onde Lula foi transferido. Já na primeira noite, a polícia daquele Estado agiu de forma truculenta contra os que ali estavam em protesto pacífico, recorrendo à violência das balas de borracha e bombas contra os manifestantes. Ao menos 10 feridos foram para os hospitais da região. Pensaram que, com esse tipo de ação de truculência, iriam arrefecer o ânimo da resistência. Ledo engano! O povo continua em estado de vigília permanente em frente ao local onde Lula está encarcerado, e a expectativa é que ali se transforme em um centro de peregrinação nacional e mundial em solidariedade ao presidente Lula.

Diante desse quadro, os/as educadores/as brasileiros/as repudiam a prisão política de nosso presidente Lula, compondo a grande frente nacional que já ocupa as ruas brasileiras em defesa da democracia e pela imediata libertação de nosso presidente. Tememos pela segurança de nosso presidente já que, em um estado de exceção como o que se transformou o Brasil nos dias de hoje, é importante assegurar que a sua vida seja preservada. Pelo fim imediato da prisão política de Luiz Inácio Lula da Silva! A repercussão mundial a essa arbitrariedade já existe, e iremos nos somar a essas vozes e contribuir com todas as nossas forças para que o mundo tenha conhecimento do que está a ocorrer em nosso país! Somos todos e todas Lula!


Brasília, 09 de abril de 2018

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  10/12/2018
Boletim CNTE 824
É urgente que as entidades educacionais se manifestem contra a aprovação sorrateira da nova BNCC do Ensino Médio
INFORMATIVO CNTE 824  
 
 
Videoconferência Reforma Tributária Solidária (06/08/2018)
 
 

Programa 606 - Vitória: projeto "Escola Sem Partido" é arquivado

 
 

Carta aberta aos(às) trabalhadores(as) em educação e à sociedade sobre os retrocessos na agenda social do país

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Decisão foi votada em assembleia nesta quarta, 16, em protesto pelo cumprimento das reivindicações dos profissionais da Educação Os trabalhadores em educação da rede municipal de Guaraí decidiram...
Com o tema “Uma construção coletiva: a resistência do magistério público à BNCC e padronização curricular” o SINTESE realiza dia 01 de fevereiro, das 8h às 16h, no auditório...
Desde o dia 1º de janeiro, o piso salarial do Magistério válido para todos os docentes do país é de R$ 2.557,74. Isso representa um reajuste de 4,17% frente aos R$ 2.455,00 em 2018. O valor corresponde ao vencimento...
Em seus primeiros dias do novo mandato, o novo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), publicou um decreto para bloqueio de R$ 8 bilhões das contas públicas do Estado. Isso significa que o governo poderá deixar de gastar...
Além de toda a luta coletiva que a rede estadual tem feito, o Sind-UTE/MG tem travado uma luta para que o Judiciário cumpra seu papel na garantia de direitos para os servidores e servidoras da educação. Até o mês...
O ano letivo na rede estadual de ensino de São Paulo se iniciará sob a égide de um novo governo, com problemas acumulados ao longo de anos e uma nova situação que poderá agravar ainda mais a falta de professores...
Como parte da Campanha Mundial contra a Privatização e o Comércio da Educação, a CNTE convida sindicatos filitados a participarem da apresentação do estudo sobre este tema realizado pela Internacional da...
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), ao repercutir a escala de pagamento anunciada pelo governo do Estado, nesta terça-feira (8/1/19) faz as seguintes considerações: O...
Nesta sexta-feira, 11 de janeiro, acontece a primeira Assembleia Geral da Educação de 2019. O encontro será realizado às 15h, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da...
Desde que algumas redes começaram a anunciar o adiamento do início do ano letivo de 2019, e que essa possibilidade foi aventada no município de Betim, diante da publicação do Decreto de Estado de Emergência...
Na tarde desta segunda-feira (07/01/19), a direção estadual do Sind-UTE/MG solicitou ao Governador Romeu Zema que abra processo de negociação com a entidade. A solicitação foi feita com urgência,...
Após convocação feita pelo Núcleo Regional do Sinteal de Palmeira dos Índios, trabalhadoras/es em educação da rede pública municipal de Maribondo participaram, na manhã desta 2ª feira...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.