Paraná poderia receber R$ 3 bilhões a mais para a educação

Publicado em Quinta, 30 Julho 2015 09:22

O estado do Paraná e seus 399 municípios poderiam receber R$ 3 bilhões da União em 2015 para investir em educação básica caso o governo federal tivesse aprovado um acordo firmado entre o Conselho Nacional de Educação (CNE) e a rede da Campanha Nacional pelo Direito à Educação. A resolução nº 8 de 2010 estabeleceu o Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi) desenvolvido pela campanha como referência para os padrões mínimos de qualidade para a educação básica pública, mas até agora o Ministério da Educação não homologou o documento.

Considerando todos os estados e municípios, a União precisaria repassar um acréscimo de R$ 37 bilhões em 2015 via Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (29) ao Conselho Estadual de Educação (CEE) do Paraná, dentro de um roteiro de viagens promovido pela campanha para angariar apoio. "A grande questão é que o MEC quer criar uma outra metodologia, que diminua a pressão orçamentária sobre a União. Mas o governo federal precisa assumir sua responsabilidade", afirma Daniel Cara, coordenador da campanha. Segundo ele, para cada R$ 1 investido em educação, a União contribui apenas com R$ 0,18; estados, com R$ 0,40 e os municípios, com R$ 0,42.

Segundo a campanha, o CAQi representa o valor que o Brasil precisa investir anualmente em cada aluno da rede básica para garantir um padrão mínimo de qualidade do ensino. São considerados tamanho de turma, infraestrutura escolar, piso salarial dos docentes e planos de carreira. A rede de entidades da educação também está discutindo o CAQ (Custo Aluno-Qualidade), para ser implantado em uma fase posterior.

O Plano Nacional de Educação (PNE) determinou que o CAQi deve ser implantado até junho de 2016. "Só agora o MEC criou um grupo de trabalho para analisar a questão. Estamos trabalhando nisso desde 2002. Entre 2008 e 2010 apresentamos ao Conselho Nacional de Educação e desde então participamos dos debates no Congresso Federal sobre o tema. O MEC foi vencido nessa", declara Cara.

O presidente do CEE, Oscar Alves, elogiou a metodologia criada pela campanha. "O CAQi e o CAQ são dois investimentos fundamentais para que definir de fato a educação como prioridade para o Brasil. Vamos levar o espaço de duas gerações para termos uma educação de qualidade, precisamos começar já", opina. Para Alves, como a presidente Dilma Rousseff (PT) não vetou o artigo sobre o CAQi no PNE, a União precisa assumir sua responsabilidade. "Mas o que vemos são cortes na área e ajuste fiscal. Que Pátria Educadora é essa? Precisamos de uma definição, para que os entes definam em seus orçamentos de 2016 o investimento em educação", acrescenta.

(Gazeta do Povo - PR, 30/07/2015)

 
 
 
 
CNE debate os preparativos para a greve geral (17/02/2017)
 
 

Programa 581: CNE espera agregar ainda mais entidades para a greve geral

 
 

FMLN condena golpe de estado contra presidenta Dilma Rousseff no Brasil

 
  10/02/2017
Boletim CNTE 780
As antirreformas de Temer e seus resultados desastrosos
INFORMATIVO CNTE 780  
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Após diversas solicitações de audiência pela entidade, o segundo encontro da APLB Feira com o Governo Municipal, que seria realizado hoje às 17h no Ceaf, foi adiado pelo município no fim da manhã, para o...
Em luta contra a aprovação da reforma da Previdência do governo golpista de Michel Temer que vai trazer grandes prejuízos à classe trabalhadora, o Sinteal realizou, na manhã desta terça-feira (21), um...
Muitas escolas do país não iniciarão o período letivo como o previsto no calendário escolar. Questões que vão dos salários na Educação ao Novo Ensino Médio, passando pela...
Em audiência com o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), Clóvis Barbosa, na quarta-feira (15), o vice-presidente do Sintese, professor Roberto Silva, apresentou estudo realizado pelo sindicato que mostra o...
Os trabalhadores em educação, reunidos em assembleia geral nesta segunda-feira (20), no Clube do SINTE-PI, decidiram por maioria suspender o movimento grevista, mas permanecer em estado de greve e fortalecer a mobilização da...
O documento “Previdência: reformar para excluir?” foi elaborado nos últimos cinco meses por diversos especialistas em economia, direito, proteção social e mercado de trabalho. Organizado por iniciativa da...
Segue o documento produzido por Adriana Marcolino da subseção do Dieese na CUT nacional, com base na exposição realizada na reunião da FBP-SP, que contém a crítica aos principais argumentos utilizados por...
Milhares de servidores estaduais de todas as categorias se concentraram em frente à prefeitura de Porto Velho na manhã desta segunda-feira (20), no primeiro dia de greve geral no serviço público municipal. Os...
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), por meio de seu Conselho Nacional de Entidades (CNE), que reuniu em Brasília, nos últimos dias 16 e 17 de fevereiro de 2017, 120 dirigentes de...
Por todo o Estado, milhares de trabalhadores/as em educação ACTs participaram das chamadas da escolha de vagas. E, a exemplo dos anos anteriores, o descaso se repetiu. Muitas Gereds, principalmente nas maiores cidades, não...
Já estamos há cinco dias de greve na rede estadual de educação do Piauí e até o momento o governador Wellington Dias não apresentou qualquer proposta à categoria afim de resolver a...
Nos últimos anos algo perverso tem se repetido no município de Campo Formoso – Bahia, base de atuação do SISE – Sindicato dos Servidores da Educação. O processo iniciou-se na mudança de...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - CNTE na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003
Fax: +55 (61) 3225-2685

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.