MA: Sinproesemma vai às ruas e diz não aos cortes da educação e ao desmonte da aposentadoria

Publicado em Sexta, 17 Maio 2019 16:32

2019 05 17 giro ma sinproesma

Dia 15 de maio foi um dia histórico, o Sinproesemma junto com trabalhadores em educação, centrais sindicais, estudantes e movimentos sociais saíram às ruas para protestar contra as medidas do governo Jair Bolsonaro e os cortes nas verbas da educação e a Reforma da Previdência.

O ato público teve concentração na Praça Deodoro e percorreu pela a Rio Branco e Avenida Beira-Mar, na Praia Grande. Durante o percurso, a multidão entoava palavras de ordem, discursos sobre a importância dos investimentos na educação e a realidade sobre a Reforma da Previdência que o Governo Federal nega para a população.

“Hoje estamos nas ruas, em um dia histórico, irmanados a toda comunidade escolar e movimentos sociais mostrando para esse governo que não vamos permitir os cortes na educação e seu consequente retrocesso. Lutaremos até o fim, pela continuidade de investimentos na educação básica e superior, e lutaremos mais ainda para que a Reforma da Previdência não seja aprovada”, disse Raimundo Oliveira, presidente do Sinproesemma.

Dia de Mobilização
Logo pela manhã, os diretores do Sinproesemma percorreram pontos do Centro de São Luís, como a Praça Deodoro e a Praia Grande, além de Terminais de Integração, para conversar com a população sobre os cortes na educação e as armadilhas da Reforma da Previdência que, ao contrário do que prega o Governo Federal, não vai acabar com os privilégios dos mais ricos e afeta diretamente a classe trabalhadora e os mais necessitados do Brasil.

Já pela tarde, uma multidão ocupou a Praça Deodoro. Com faixas, cartazes e até fantasias sindicalistas, professores, estudantes, representantes de movimentos sociais e parlamentares se uniram numa grande mobilização contra os cortes de verbas da educação básica ao ensino superior e a Reforma da Previdência.
Para o estudante do curso de História da UFMA, Senilson Macedo, o 15 de maio foi um dia para mostrar que os estudantes estão atentos aos desdobramentos do cenário político atual e que não vão aceitar retrocessos na educação. “Hoje estamos todos na rua, lutando pelo futuro das universidades e da educação no Brasil. Não vamos arredar um centímetro pelo futuro desse país”, disse o universitário.

Já a secretária dos aposentados do Sinproesemma, professora Eunice Brússio, disse estar muito feliz pelo retorno da classe estudantil às ruas. “Confesso que estou muito feliz em perceber que os estudantes entenderam o chamado e estão somando conosco no protagonismo da luta pela defesa dos nossos direitos. O nosso movimento sai fortalecido e revigorado, disse Eunice.

Todo o Maranhão Parado
Em todas as regionais e núcleos, o Sinproesemma mobilizou os Trabalhadores em Educação para a Greve Geral da Educação. De norte a sul, leste a oeste do Estado, trabalhadores e trabalhadoras em Educação foram para as ruas e debateram com a população os graves ataques que a educação vem sofrendo com a péssima administração de Jair Bolsonaro.
“Hoje a nossa aula é na rua. Vamos mostrar para todo o Brasil que Educação é o futuro de um país e nunca vai ser gasto e sim investimento”, disse o professor Jean Pierre Lopes, da coordenação regional do Sinproesemma em Codó. “O nosso papel, como educador, é formar cidadãos críticos e que entendam o que está acontecendo com o Brasil. Na escola, na rua, em qualquer lugar temos que lutar por uma educação transformadora, pela escola pública e de qualidade”, reforçou.

Rumo à Greve Geral da classe trabalhadora
A Greve Nacional da Educação já é considerada um ato histórico. Puxado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), ela mobilizou em todo o Brasil milhões de manifestantes que se expressaram contra os cortes no investimento da educação e a Reforma da Previdência.

O 15 de Maio antecede a Greve Geral da Classe Trabalhadora, que vai acontecer no dia 14 de junho, onde todo o Brasil, novamente, vai parar e sair às ruas contra o retrocesso e a retirada de direitos da classe trabalhadora. “Hoje estamos mostrando que a classe trabalhadora está forte e unida contra a retirada de direitos, e é assim com mobilização e muita luta que vamos seguir firme rumo à Greve Geral convocada pelas centrais sindicais e seus sindicatos filiados para o dia 14 de junho”, ratificou Oliveira.

(Sinproesemma, 17/05/2019)

 
 
  07/06/2019
Boletim CNTE 839
Greve Geral da Classe Trabalhadora deve mobilizar todos os nossos esforços nessa semana!
INFORMATIVO CNTE 839  
 
 
Presidente da CNTE Heleno Araújo fala sobre a Greve Nacional da Educação
 
 

Programa 613: Audiência na Câmara dos Deputados debate Fundeb permanente

 
 

Nota de apoio à greve dos servidores administrativos do Mato Grosso do Sul

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
Nesta sexta-feira (14/6), no dia de Greve Geral dos trabalhadores/as brasileiros/as contra a reforma da Previdência e demais desmandos do des/governo Bolsonaro, as categorias profissionais dos trabalhadores municipais em Educação,...
Cidades brasileiras registraram diversos protestos e paralisações em serviços públicos na manhã desta sexta-feira (14). Trabalhadores cruzaram os braços contra os cortes do governo na educação e a...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), convoca toda a categoria para juntos protestar contra a reforma da Previdência nesta sexta-feira (14). A concentração do ato público em...
O Sindeducação convoca os educadores da Rede Pública Municipal da Capital para as atividades de luta dessa sexta-feira, 14. À tarde, a Greve Geral acontece a partir das 13 horas, na Praça Deodoro, com a...
Nesta sexta-feira (14), trabalhadores e estudantes de todo país paralisam as atividades contra o desmonte da previdência, os ataques à educação pública e a falta de empregos. Atos serão realizados por...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) reforçará as fileiras da GREVE GERAL no país, neste 14 de junho. A adesão ao ato nacional contra a Reforma da Previdência (PEC 06/2019)...
Nesta sexta-feira (14/6), trabalhadores de todo o país irão parar suas atividades e realizarão um grande protesto contra a proposta de reforma da previdência altamente prejudicial para os mais pobres, para o magistério...
O Sindicato de Educação e Ciência da Alemanha, encaminhou carta de solidariedade à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em apoio à Greve Geral desta sexta-feira...
El Sindicato Nacional de Trabajadores de la Educación de México, SNTE, expresa su solidaridad con las y los trabajadores de la educación de Brasil y con las comunidades educativas en su lucha en defensa de la educación...
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), através da Diretoria Regional de Guaraí, vem por meio desta se solidarizar com a professora Diana Rodrigues Cunha Oliveira, por ter sido exonerada...
Nesta terça-feira (11/6), em Brasília, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) realizou o Seminário de Instalação do Coletivo Jurídico da CNTE. Na...
FreePik Images No processo de educar o ser humano, leva-se em consideração a Educação familiar, onde são transmitidos os valores e costumes daquele núcleo, e a Educação formal, responsável...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.