Nota pública: A educação continua a ser o principal alvo do golpe

Publicado em Quinta, 04 Janeiro 2018 14:38

banners nota publica 2

Não é surpresa para ninguém que desde que o governo federal foi tomado de assalto por esta quadrilha que destituiu uma presidenta sem crime de responsabilidade sob a farsa de um impeachment, a educação pública, em todos os seus níveis, sempre se constituiu no principal alvo dos golpistas de plantão. Afinal, um povo com educação é o sinônimo mais exato da altivez e grandeza de um país!

O último malfeito contra a educação pública brasileira deu-se agora, no último dia 02 de janeiro, quando o presidente ilegítimo, golpista e corrupto Michel Temer sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA), com apenas um veto à proposta enviada pelo Congresso. E claro que esse veto foi para prejudicar ainda mais a educação básica pública de nosso país.

Duas emendas apresentadas pelos parlamentares durante a votação do Orçamento no Congresso previam uma verba complementar de 1,5 bilhão de reais ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB, para além do repasse mínimo de 10% de complementação da União. Esse recurso extra aprovado no Congresso seria uma verba destinada, basicamente, para ajudar no pagamento do Piso Salarial Nacional do Magistério (PSNM) e despesas com a EJA (Educação de Jovens e Adultos). Pois o presidente Temer vetou justamente essa emenda.

Cumpre destacar que esse veto atinge diretamente alguma das metas previstas no Plano Nacional de Educação – PNE, o que, não se pode negar, corrobora com as ações do governo de atacar todo o sistema público de educação no país, desde quando impôs um teto de gastos para o setor, interveio na composição do Fórum Nacional de Educação – FNE e inviabilizou a Conferência Nacional de Educação – CONAE em 2018.

Começar o ano com uma notícia dessas não arrefece o ânimo de derrotar esse golpe e essa quadrilha que se instalou no Palácio do Planalto, inimigos não de hoje da educação pública brasileira. São privatistas de longa data e sabemos bem a que interesses se submetem. Os/as educadores/as brasileiros/as não se curvarão a mais esse desmando. Continuaremos nas ruas e em todos os espaços que nos cabem para derrotar o golpismo em nosso país! Viva a educação pública brasileira! Fora Temer e todos os golpistas!

Brasília, 04 de janeiro de 2018

Diretoria Executiva da CNTE

 
 
  15/01/2018
Boletim CNTE 809
As ações de resistência para defender a democracia: a pauta em 2018 é ampliar a luta!!
INFORMATIVO CNTE 809  
 
 
INSTITUCIONAL CNTE | Resistência e Convocação para a Conape 2018 (01/12/2017)
 
 

Programa 597: CNTE faz balanço das lutas de 2017

 
 

Nota Pública: Paulo Freire continua sendo o patrono da educação brasileira

 
  Acesse a agenda de mobilizações da CNTE
 
  Acesse nossa galeria de fotos
 
  Disponível na Google Play e App Store
 

 VEJA MAIS NOTÍCIAS
O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), subsede de Ipatinga, protocolou na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, denúncia sobre a situação envolvendo os...
Pela primeira vez na história de atuação do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Paranatinga (373 km de Cuiabá), o Sindicato foi convidado para reunião com o chefe do...
O Sinteal conquistou, na justiça, uma vitória na defesa da Gestão Democrática das escolas públicas estaduais de Alagoas. Em decisão do dia 13 de janeiro, o juiz Ayrton de Luna Tenório concedeu liminar...
Foto:Ricardo Stuckert/Instituto Lula Antes do Governo do Lula, os(as) Funcionários(as) da Educação não tinham direito à política de formação continuada e nem eram reconhecidos(as) como...
Diante de resultados de inúmeras pesquisas sobre a educação brasileira, desde as inquietantes reflexões de Anísio Teixeira e Paulo Freire às últimas pesquisas da OCDE - Organização para a...
Os trabalhadores e trabalhadoras em educação, reunidos em assembleia geral na última quarta-feira (10), discutiram sobre a Campanha Salarial 2018, com base no índice de reajuste de 6,81% do Piso Nacional do Magistério...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) faz o alerta de mais uma prática do governo Taques para promover o desmonte da escola pública, de gestão pública, gratuita, laica e de...
Após inúmeras comunicações encaminhadas à Seduc e sem nenhuma reposta, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), José Roque Santiago protocolizou...
O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) foi convidado para uma reunião na tarde de quarta-feira (10) com a Casa Civil e a Secretaria de Estado da Educação, para ser comunicado que os 40 mil...
Dando início à campanha salarial 2018 na rede pública municipal de educação de Maceió, o Sinteal já encaminhou à Secretaria Municipal de Educação (Semed), na pessoa da titular da...
Os professores e demais servidores da educação da rede municipal de Lauro de Freitas (Região Metropolitana de Salvador) estão de férias, mas sem o dinheiro do período. Isso porque a Prefeitura não pagou...
Com extremo pesar que a CNTE informa o falecimento da secretária de Políticas Sociais, do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) Marli Keller.Referência de militância, garra e...
Leia mais 
  Revista Mátria Programa de Formação Funcionários da educação Cadernos de Educação Pesquisas  
   
  Outras publicações 
 
   
   
  Mais eventos 
         
Outras campanhas 
         
         
         
         
 
 
             
INSTITUCIONAL LUTAS TABELA SALARIAL DOCUMENTOS LEGISLAÇÕES COMUNICAÇÃO FALE CONOSCO
             
- A CNTE - A Lei do Piso   - Caderno de Resoluções - Educacional - Notícias  
- Diretoria 2017/2021 - Cartilha do Piso   - Estatuto - Pesquisar - Giro pelos Estados  
- Entidades Filiadas - Propostas Diretrizes   - Moções   - CNTE Notícias  
- Secretarias de Carreira   - Notas Públicas   - Educação na Mídia  
  - Livreto Diretrizes       - Releases  
  e Carreira          
  - A Lei do PNE          
  - Cartilha do PNE    

CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

Endereço: SDS, Edifício Venâncio III, Salas 101/106
CEP: 70393-902 - Brasília-DF
E-mail: cnte@cnte.org.br

Telefone: +55 (61) 3225-1003

  - Royalties do Petróleo    
       
       
       
       
       
       
       
       
       
2014© Todos os direitos reservados.