MANIFESTAÇÃO

 banner site mocao repudio2019

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica do setor público brasileiro, condena de forma veemente a violência empregada pela Polícia Militar do Estado do Ceará, subordinada ao governador Camilo Santana (PT), contra a manifestação legítima e pacífica de um conjunto de movimentos sociais, sindicais e estudantis no dia de hoje (18/12) em Fortaleza/CE.

A data de hoje, marcada pelo conjunto de entidades sociais como o dia D da luta contra a Reforma da Previdência do Estado, entrará para a história como um dia em que a truculência e repressão falaram mais alto que a negociação e o diálogo social, atributos imprescindíveis a um bom governante. Subordinada diretamente ao Gabinete do Governador do Estado Camilo Santana, a Polícia Militar do Estado cometeu excessos e sua ação, em frente à Assembleia Legislativa do Estado, deve ser investigada e sofrer a devida sanção, responsabilizando a quem é de direito, à altura do gravemente ocorrido no dia de hoje.

O direito a uma manifestação pública e pacífica, organizada pelo conjunto de movimentos sociais do Estado, anunciada em seu dia e horário para a população e ao próprio governo, deve ser assegurado pelas forças estaduais de segurança. Atos e manifestações públicas não devem nunca ser reprimidos como, de fato, ocorreu no dia hoje em Fortaleza, especialmente no uso desproporcional da força policial. O Governo Estadual, na figura direta de seu governador, deve ser o baluarte da defesa desse direito. Se não o for, não merece, moral e politicamente, ocupar o cargo que ocupa.

Os/as educadores/as de todo o Brasil se colocam solidários aos bravos lutadores sociais do Estado do Ceará, que nada mais faziam além de protestar contra a retirada de seus direitos. Exigimos a apuração dos excessos cometidos pela Polícia Militar do Estado do Ceará contra a população que devia proteger. Repudiamos a violência perpetrada contra o conjunto do movimento sindical, social e estudantil do Ceará! A certeza de estarmos no lado certo da História, travando sempre o bom combate, nos torna vitoriosos diante da truculência de quem não conta com a razão para cometer os abusos que cometem!

Brasília, 18 de dezembro de 2019.
Direção Executiva da CNTE