PROTESTO

 

2021 03 03 destaque nota

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE, entidade representativa dos profissionais da educação básica do setor público brasileiro, manifesta seu absoluto repúdio com o desrespeito e a violência com que os servidores municiais de Fortaleza, especialmente aos/às educadores/as, foram tratados nesta tarde de 02 de março/2020, em frente à Câmara Municipal de Fortaleza.

A proposta de mudança na previdência social chegou hoje à Câmara Municipal de Fortaleza. Encaminhada pelo prefeito José Sarto (PDT), a proposta apresentada nesse momento muito grave da pandemia, retira direitos e desrespeita a proteção social e a previdência pública garantidas na Constituição Federal.

Os servidores públicos municipais se dirigiram até a Câmara Municipal para manifestar democraticamente sua discordância com a proposição e foram recebidos com violência pela Guarda Municipal.

Pacificamente expressando seu descontentamento com palavras de ordem, trabalhadores/as foram agredidos com cassetetes e balas de borracha, em total desrespeito com as premissas democráticas de livre manifestação.

Exigimos abertura imediata de negociação e diálogo sobre a proposta de reforma da previdência.

Quem educa deve ser tratado com educação.

Não à violência contra servidores/as públicos de Fortaleza.

 

Brasília, 02 de março de 2021

Direção Executiva da CNTE