NOTA DE PESAR

CNTE Nota de pesar 600 450 px

Um trágico acidente, na rodovia federal BR-163 em Mato Grosso, levou a vida no dia de ontem (17/05/2022) da companheira Sidnei Cardoso e de seu filho Carlos André, de apenas 11 anos. Depois de uma atividade sindical em Cuiabá, Sidnei voltava para casa com seu filho em um ônibus que se chocou contra uma carreta que vinha na direção contrária da pista. Eles foram duas das onze vítimas dessa tragédia.

Membro da diretoria executiva do SINTEP/MT, onde atuava como primeira secretária geral da entidade, Sidnei era uma ardorosa defensora das trabalhadoras e trabalhadores em educação do Estado. Integrante do coletivo de mulheres do sindicato e sempre atuante nas lutas gerais travadas pelos educadores e pelas educadoras do Estado, Sidnei foi uma daquelas lutadoras imprescindíveis a que Bertold Brecht um dia se referiu no seu famoso poema.

A luta da companheira por uma educação pública e de qualidade, laica e gratuita, não será em vão. O seu exemplo foi farol para aqueles e aquelas que ficam por aqui e que, certamente, continuarão na peleja por uma vida melhor, mais justa e igualitária. O seu entusiasmo nos encontros sindicais foi adubo para a disposição de todos/as nós que continuaremos a luta por uma educação que valorize o/a seu/ua profissional e respeite as suas mulheres, que formam a imensa maioria de nossa categoria.

Os/as educadores/as de todo o Brasil se somam à dor da família nesse momento de tristeza. Nos unimos em solidariedade a todos/as os/as companheiros/as do Sintep/MT que, no dia de ontem, perderam um dos seus grandes quadros e liderança. Pelo menos no dia de hoje, somos todos e todas Sidnei Cardoso!

Sidnei Cardoso, presente!

Carlos André, presente!