PRESSÃO

 

 

 2019 11 26 heleno governador piaui

Na tarde desta segunda-feira (25/11) membros da diretoria do Sinte-PI, acompanhado do presidente da CNTE participaram de uma audiência de última hora com o governador Wellington Dias.

Na audiência, o presidente da Confederação Nacional dos trabalhadores em educação (CNTE), professor Heleno Araújo, aproveitou a oportunidade para cobrar o apoio do governo do Estado ao projeto do Novo Fundeb, uma vez que sem os recursos deste fundo os estados do Nordeste, inclusive o Piauí, terão um prejuízo muito grande em relação à manutenção da educação pública.

Na retomada das negociações com o governo, a presidente do Sinte-PI, professora Paulina Almeida cobrou um posicionamento sobre o reajuste dos servidores aposentados da educação, o reajuste dos ativos no vencimento e as promoções.

O governador, mais uma vez justificou colocando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) como o empecilho para o reajuste dos servidores e anunciou que agora em dezembro deve sair novo relatório do TCE sobre a LRF e que tem a possibilidade do estado estar fora do limite prudencial.

Nova audiência ficou agendada para esta quarta-feira (27), data em que os trabalhadores realizam uma manifestação com paralisação estadual em frente ao Palácio do Governo. Nesta audiência serão apresentadas alternativas para as pautas colocadas pelos representantes dos trabalhadores.

A audiência contou com a presença de: Trabalhadores - Heleno Araújo (presidente CNTE), Paulina Almeida (presidente Sinte), Odeni Silva (sec. geral Sinte/CNTE), Manoel Rodrigues (sec. finanças Sinte), Francisca Ribeiro (sec. funcionários Sinte), Paulo Bezerra (presidente CUT-PI); Governo: Wellington Dias (governador), Osmar Junior (sec. governo), Ellen Gera (sec. educação), Núbia Lopes (sec. relações institucionais) e Merlong Solano (deputado federal).

Fonte: Ascom/Sinte-PI