PRESSÃO

 

2021 10 19 augusto dauster aeroporto pec 32

Foto: Augusto Dauster

Servidores municipais, estaduais e federais lotaram o Aeroporto de Brasília na manhã desta terça-feira (19) para pressionar deputados e deputadas a votarem contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32, mais conhecida como Reforma Administrativa.

Vários parlamentares foram recebidos com o grito "Se votar, não volta!", um recado direto dos trabalhadores em educação de todo o país.

>> Veja a galeria de fotos do ato no aeroporto

A secretária de aposentados e assuntos previdenciários da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Selene Michielin, reforçou a importância da unidade de luta entre dos os/as trabalhadores/as. "Nós precisamos de serviços públicos, de escolas públicas. Estejamos todos juntos, inclusive os aposentados, nessa mobilização contra a PEC 32", enfatizou.

Deputados da oposição também se juntaram ao coro dos/as trabalhadores/as. "A PEC 32 é, de todas as medidas que o governo Bolsonaro está tomando para destruir as políticas públicas, a mais devastadora", afirmou o deputado federal Jorge Solla (PT-BA).

Na quarta-feira (20), a luta continua com concentração no anexo II da Câmara dos Deputados.

"Precisamos manter a pressão com os deputados e deputadas. Essa PEC não pode passar! Não ao retrocesso, não à PEC 32! Força e luta!", reforçou o presidente da CNTE, Heleno Araújo.

Mobilização no Anexo 2 

No período da tarde os manifestantes se concentraram no anexo 2 da Câmara dos Deputados com faixas, cartazes e tambores para aumentar a pressão sobre parlamentares. 

>> Veja o vídeo do discurso do presidente da CNTE, Heleno Araújo, durante a mobilização no Anexo 2

>> Veja a galeria de fotos da mobilização no anexo 2 da Câmara (fotos: Augsuto Dauster)

Última edição: 20/10/2021