PARA ALÉM DA TEORIA

capa 1

As aulas de física dos estudantes do Centro de Ensino Médio Darcy Marinho, em Tocantinópolis, no Tocantins, estão longe de serem desinteressantes. Com o projeto “Práticas Experimentais de Física e Olimpíadas de Foguetes”, desenvolvido pelo professor Jonas Gomes da Silva, 25, a aprendizagem dos alunos tem sido elevada para além das teorias. Vencedor do concurso “Juventude que Muda a Educação Pública”, da CNTE, pela região Norte, a iniciativa tem colecionado premiações e será apresentada em âmbito nacional na Conae 2024.

Com o intuito de contribuir com um ensino de qualidade para alunos de nível médio, ao longo dos anos de 2022 e 2023, o professor de física Jonas tem promovido práticas experimentais como método de aprendizagem efetivo do conteúdo.

Formado pela Universidade Federal de Tocantins (UFT), há dois anos e meio ele atua no Centro de Ensino Médio Darcy Marinho, onde tem aplicado o projeto.

Explorando conteúdos como mecânica, termodinâmica, óptica, magnetismo e eletricidade nos experimentos, os estudantes ainda recebem incentivo e treinamento para participar da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG).

“Essas atividades estimulam o interesse, a compreensão, a competição e a cooperação dos estudantes, que também receberam certificados, medalhas, viagens e outros prêmios”, conta o professor.

Entretanto, ele relata sobre as dificuldades para realizar as práticas, devido à falta de recursos financeiros para compra de materiais, bem como encontrá-los no mercado local. “Apesar de a escola possuir uma ótima estrutura de laboratórios, eles não estavam devidamente equipados para as práticas, o que nos levou a buscar alternativas mais baratas e acessíveis”, relata. 

Para suprir a falta dos materiais necessários, ele teve de recorrer ao uso de materiais simples, como garrafas PET, papelão, bexigas, petecas e barbantes, para complementar a aula teórica.

matéria n1 110124 1

À direita, de roupa preta, o professor de física Jonas Gomes da Silva

Reconhecimento

E o compromisso com uma educação transformadora tem trazido frutos para a escola e para seus estudantes. Em 2022, dois de seus alunos ganharam medalhas de prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), mais 6 medalhas foram conquistadas, sendo 3 de prata e 3 de ouro. Além do reconhecimento, os estudantes participantes chegaram a receber premiações em dinheiro e bolsa de estudos em Iniciação Científica Jr.

“Hoje, mais estudantes querem participar das olimpíadas e reconhecem a importância dessa experiência, buscando espontaneamente tais oportunidades”, afirma.

Em 2023, com o aumento do interesse dos estudantes pela MOBFOG, conseguiram construir foguetes e bases mais sofisticadas, trazendo cerca de 40 medalhas de ouro, 6 medalhas de prata e 5 de bronze para a escola.

“Foi muito gratificante vê-los se engajando com as práticas que planejei e apliquei para aproximar a teoria da realidade. Eu pude perceber o desenvolvimento pessoal e intelectual de cada um deles e também o meu próprio, pois eu aprendi muito enquanto ensinava”, declara Jonas.

terceira foto

Ao ser premiado no programa 'Escola que Transforma do estado do Tocantins', na categoria de ensino médio integral, realizado pelo governo estadual, Jonas conta ter ficado ainda mais incentivado a participar do concurso 'Juventude que Muda a Educação Pública', da CNTE.

Promovido pelo Coletivo de Juventude da Confederação junto às suas entidades filiadas, a iniciativa visa aproximar jovens trabalhadores da educação à luta sindical. Um dos coordenadores do Coletivo, Bruno Vital, destaca que a oportunidade joga luz sobre como a juventude está mudando suas realidades por meio da educação. 

“Foi uma grande surpresa e alegria saber que o meu projeto foi o destaque da Região Norte. Fiquei muito feliz por essa conquista que reconhece todo o meu esforço para melhorar a educação dos nossos estudantes. Estou ansioso para apresentar o meu projeto na Conae 2024, em Brasília, onde espero poder trocar experiências e aprendizados com outros professores selecionados”, Jonas comemora.