REFORMA

2019 08 06 pressaoprevidencia

"O maior perigo dessa Reforma da Previdência é que ela retira da Constituição Federal a Proteção Social conquistada em 1988. Teremos outra estrutura de Estado, com menos saúde, menos educação, menos cidadania. Precisamos intensificar a luta para derrotar essa Reforma", avalia Selene Michielin, secretária de aposentados e assuntos previdênciários da CNTE. Ela esteve nesta terça-feira (6)  na reunião da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência e conclamou todos para a greve do dia 13 de agosto, pelo direito à aposentadoria e contra os cortes na educação impostos pelo governo Jair Bolsonaro. Assista ao vídeo.

Na segunda-feira (5) , Selene Michielin também participou do debate promovido pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) no Senado. Presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), a audiência foi composta por expositores contrários ao texto atual da Reforma. Entre os problemas da PEC levantados pelos participantes, estão a redução da pensão por morte, os 40 anos de contribuição e a idade elevada. Segundo o representante da Associação dos Auditores Fiscais da Receita Federal, Mauro Silva, um servidor público teria uma redução de 61% no valor da pensão por morte.

Aeroportos
Pela manhã, educadores também participaram de uma panfletagem em Defesa da Previdência Pública e Universal, no aeroporto dos Guararapes (PE), ao lado de metalúrgicos. A pressão sobre os deputados deve continuar ao longo desta semana para que os parlamentares votem contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019. Acesse o calendário da Jornada Nacional de Lutas da CNTE rumo à paralisação do dia 13 de agosto.

Com informações da Agência Câmara
2019 08 06 aeroportos

NOTÍCIAS RELACIONADAS: